What a nice suprise

0
318


[no jogo:] “ a gente tá girando em torno da luz
feito mariposa. se a gente for ler tudo
que tá na caixa, aí que a gente não sai do lugar mesmo”
“não, cara, isso aqui é um manual,
é pra gente procurar só aquilo que precisa e boa
como dicionário. você viu a tabuleta?
é a Espiral de Fibonacci, tem tudo a ver com
a ideia que eu tava dando lá no lago sobre
o tempo se mover em espiral”
“foca na parada, Jacques. esse desenho tem alguma
relação com o Hotel California?”
“ou com atmosfera?”
“vamos ver….

Hotel California é uma referência à música e à prisão
espontânea, não sei como vocês querem chamar…
sei que as pessoas ficam lá por conta própria”
“cara, isso é bizarro
porque nós também estamos presos aqui
tentando matar essa besta chamada enigma”
“vamos focar na questão, gente?
é tudo muito metafórico, de fato,
porque estamos presos aqui assim como na música.
a música é o nosso enigma, que fica tocando
em looping na nossa cabeça
como acontece com as pessoas lá fora.
música, looping, Fibonacci
espera aí, é isso! looping e espiral! ao invés de girar
em círculos, precisamos abrir em espiral!”
“Bela, que pira é essa?” “Robledo, faz todo o sentido!
lembra do que a moça nos disse sobre mudar o
curso das ações? talvez não dê pra fazer uma mudança brusca
talvez a gente nem queira uma mudança assim,
da água pro vinho, mas
se for leve e contínuo, aí a coisa muda de figura”
“agora você sabe de tudo!”
“não enche o saco, Robledo, se fosse o Jorge ou o Jacques falando
aposto que você não ia dizer nada”
“a Minnie tem razão, Robledo, ela tem a razão duas vezes.
se tem uma besta nesse Hotel California
ela só pode ser essa discórdia toda. precisamos pensar juntos!”
“pois é… Robledo, você tá com a letra aberta aí no celular, não tá?
no começo, eles não falam do ar?”
“sim, aí logo na sequência ele fica meio zonzo e resolve parar”
“aqui: ‘cool Wind in my hair’
nós viemos parar aqui
por conta de um vento também”