Vacinação contra Covid-19 segue para grávidas, puérperas e adolescentes com comorbidades

0
322


A Prefeitura de Gramado, por meio da Secretaria da Saúde, segue aplicando a primeira dose da vacina contra o coronavírus (Covid-19) em grávidas, puérperas, mulheres até 45 dias pós-parto, e adolescentes com comorbidades ou gestantes, de 12 a 17 anos. A aplicação ocorre no Expogramado, das 9h às 16h, sem fechar ao meio-dia, e no Centro de Saúde Carlos Altreiter Filho, na Várzea Grande, das 7h30 às 11h30.

Para receber o imunizante, é preciso apresentar CPF, documento com foto, Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) ou comprovante de residência. A Secretaria da Saúde lembra que, é necessário observar os seguintes pré-requisitos para receber a dose: não ter feito nenhuma vacina nos últimos 14 dias, não ter tido Covid-19 nos últimos 30 dias, não apresentar sintomas gripais, não ter tido sintomas nos últimos 15 dias, e não pode ter tido contato com suspeita e confirmação de coronavírus.

Adolescentes com comorbidades

Para receber a vacina, além do documento de identidade, os adolescentes terão que apresentar um comprovante da comorbidade (receita, laudo de exame, laudo ou relatório médico, etc) e comprovante de residência em Gramado (poderá ser no nome dos pais ou responsáveis). Também é possível apresentar uma Declaração de Condições de Saúde para Vacinação Contra Covid-19 disponível no link https://bit.ly/3hX71Rw, afirmando que o adolescente possui alguma das comorbidades elencadas abaixo, assinada pelos pais ou responsáveis.

– Obesidade grave

– Pneumopatias Crônicas Graves (asma)

– Hemoglobinopatia grave (doença falciforme ou talassemia maior)

– Doença cardiovascular

– Doença neurológica crônica

– Diabete Mellitus

– Outros imunodeprimidos (doença congênita/rara/genética/autoimune, neoplasias ou outras condições que prejudiquem a resposta imunológicas no momento atual (em tratamento), cardiopatias congênitas com consequências sistêmicas, doenças reumatológicas com uso de medicamentos imunossupressores, pessoa vivendo com HIV, neoplasias ou doenças hematológicas em tratamentos ou que justifiquem imunossupressão).

Gestantes e puérperas

A Secretaria da Saúde orienta que, não há necessidade de apresentar autorização médica, mas havendo dúvidas, procure orientação do profissional responsável pelo acompanhamento gestacional.