Um Sonho de Natal Nunca Sonhado Antes – Parte I

0
294


Cada ano que passa as cores têm mais brilho, as estrelas mais reluzentes e as ruas mais enfeitadas. Os enfeites, a cada ano, têm formas das mais variadas e pesos cada vez mais leves. Cada rua decorada faz um desenho nesta cidade: o desenho de um sonho de Natal nunca sonhado antes. Por mais que a pandemia veio para ressignificar os tempos, cada ano é um novo delírio.

Muitos lembrarão dos enfeites reciclados de dez anos atrás. Muitos outros lembrarão dos anjos cantantes de cinco anos atrás. Ainda antes, muito antes desta década, lembrarão das ruas cobertas por árvores natalinas sobre os arcos iluminados. E, todos, sem sombra de dúvida, lembrarão do Natal de 2020.

Este, um sonho que ninguém sequer imaginou delirar… que ninguém jamais ousou suspeitar… que, apesar das belezas naturais, não apagarão as lembranças de 2020.

Lembranças amargas e brandas. Lembranças que levarão anos para sair da cabeça… Aliás, talvez, jamais desapareça. Se Papai Noel tiver sorte, virá de máscaras e álcool em gel 70%. E, mesmo que ele venha, difícil de trazer algum presente em seu imenso trenó. Muito provável que traga uma carta para cada um de nós. Por sorte, estaremos lá para poder ler. Julgo que um breve trecho de sua carta comece com agradecimentos e termine com ações de graças.

Querido ser de espécime amável, não lhe trouxe presentes brilhosos nem mesmo os mais pomposos. Trouxe apenas a certeza. A certeza de que você está aí. A certeza de que pode ler esta carta. A certeza de que ainda vive em mim. Minha querida alma, que brilha como as estrelas e sonha como os anjos em cantos de alegria, o maior presente para este Natal é sua presença nesse mundo. Um mundo que não é apenas maldade, nem só crueldade. Um mundo que é melhor porque você não desistiu de mim. Este ano que está a findar será seu maior presente. Será a certeza de que você é especial. Aos amigos queridos que deixamos passar, estes já estão vivendo o Natal. A você, minha querida criança que ainda sente o espírito natalino em sua alma, permaneça forte. Tempos difíceis nos fortificam.
Polo Norte, 6 de dezembro de 2020
São Nicolau