UAB foi palco do II Colóquio Internacional de Políticas Educacionais Contemporâneas

0
1006
O evento foi promovido por uma parceria entre a UERGS, COREDE Hortênsias, Prefeitura de Gramado, Secretaria da Educação e Poló Véra Grin da Universidade Aberta do Brasil. Foto: Carlos Borges.


Na última semana, ocorreu na polo da Universidade Aberta do Brasil em Gramado, o II Colóquio Internacional de Políticas Educacionais Contemporâneas, tratando a universalização do acesso à escola e a difusão dos recursos educacionais.

Considerado um dos grandes desafios, o acesso universal à escola e a alocação dos recursos tecnológicos, o tema do evento trouxe uma visão com foco internacional, abordando o uso das tecnologias no âmbito educacional, e traçando um paralelo com a realidade brasileira.

Além de colocar em pauta o uso das tecnologias para a universalização ao acesso escolar, com o Colóquio discutiu-se e criou-se um fórum permanente de Educação Básica na Região das Hortênsias, fomentando um espaço de colaboração, trocas e construção de soluções para o desenvolvimento educacional na região.

“O Fórum Permanente da Educação Básica na Região das Hortênsias se instala em um momento profícuo para o debate neste setor. Nos últimos anos estamos perdendo investimentos públicos federais na área da educação, causando prejuízos e atrasos no atendimento às crianças e jovens. Penso que o Fórum, como órgão de assessoramento do Conselho Regional de Desenvolvimento – COREDE Hortênsias, terá papel fundamental para fiscalizar e propor ações que visem a diminuição das desigualdades, bem como promover eventos que proponham a discussão de novas diretrizes e rumos para a educação na região. Também acredito que vivemos um momento de transição diante das novas ferramentas tecnológicas, no qual a educação forjada no século XVIII terá que rapidamente imergir nas realidades do século XXI. Este também será um importante papel do Fórum”, destacou o Diretor do Campus Regional II da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), o professor. Dr. Rodrigo Koch.

A Secretária da Educação, Gilça Silva, destacou que a criação do Fórum reforça a importância de um polo universitário na região. “O Fórum nasce com a função de auxiliar nos assuntos Educacionais na Região das Hortênsias junto aos órgãos estaduais e federais. Todos os municípios ganham com a iniciativa.”

Uma das palestras do evento foi ministrada pelo professor Dr. Bento Duarte da Silva, tratando da utilização dos dispositivos móveis no processo educativo. Bento, que é professor catedrático do Instituto de Educação da Universidade do Minho, em Portugal, trouxe um estudo aplicado em seis países europeus acerca da utilização destes dispositivos na Educação.

“Um computador nas palmas de nossas mãos é um dispositivo com um potencial transformador muito grande. Com este potencial no nosso dia a dia, nosso cotidiano, para recebermos informação, nos comunicarmos, também temos este benefício nas práticas pedagógicas, nas escolas”, disse o professor.

Conforme o estudo trazido por Bento, os professores acreditam que os dispositivos móveis devem ser utilizados nas escolas e fator de uso nas práticas pedagógicas. “Evidente que existem algumas desvantagens, como a distração. Mas para que não seja um fator de distração, é necessário que durante a planificação das atividades pedagógicas, os dispositivos sejam considerados como meios com finalidade de melhorar as práticas de aprendizagem dos jovens.”

Outro palestrante da tarde foi o professor Dr. Ítalo Dutra, chefe da área de Educação do UNICEF Brasil. Ele trouxe uma exposição sobre o “Enfrentamento à exclusão escolar de crianças e adolescentes busca ativa e trajetória de sucesso escolar”.

O evento foi promovido por uma parceria entre a UERGS, COREDE Hortênsias, Prefeitura de Gramado, Secretaria da Educação e Poló Véra Grin da Universidade Aberta do Brasil.