Turistas também devem usar máscara e evitar aglomerações em Gramado

0
1488
Foto: Carlos Borges.

Todas as recomendações que os moradores de Gramado estão adotando na prevenção ao coronavírus devem ser cumpridas também pelos visitantes: usar máscara nas ruas, no comércio e em locais fechados, e evitar aglomerações. Todos são bem-vindos para fazer turismo com responsabilidade, comenta o prefeito Fedoca Bertolucci. E a hospitalidade dos gramadenses deve ter uma reciprocidade dos visitantes.

O secretário de Turismo de Gramado, Rafael Carniel de Almeida, cita que o impacto mental desta pandemia na vida das pessoas incentiva a busca por outros ambientes. “Mudar de ambiente aos finais de semana alivia o estresse, melhora relacionamentos, une famílias. E Gramado é o refúgio perfeito: uma cidade segura, limpa, comprometida com o turismo responsável e cheia de opções ao ar livre. Mas só poderemos manter a cidade aberta se firmarmos com o público um verdadeiro pacto de cuidado mútuo: nós respeitaremos e queremos ser respeitados”, afirma Rafael.

O secretário acrescenta que Gramado quer a presença dos turistas. “Mas quem não estiver disposto a usar máscara e adotar medidas de higiene e distanciamento em obediência à nossa legislação, não deve vir à Gramado. Não queremos aglomerações, tanto quanto não queremos falta de empatia. Não é momento para promover festas, compartilhar chimarrão com terceiros, andar sem máscara ou passear com sintomas suspeitos. É momento de espairecer, contemplar, saborear, caminhar, pedalar: sempre com cuidados”, afirma.

Os ambientes aglomerados devem ser evitados a todo custo, frisa o secretário.

O que a Prefeitura de Gramado está fazendo:

BARREIRAS SANITÁRIAS

Barreiras sanitárias com verificação de febre e entrevista, incluindo orientação sobre a obrigatoriedade do uso de máscara e distanciamento. Ocorre neste sábado e domingo, em dois locais.

PARADINHA

A parada com personagens dos estabelecimentos locais, num ônibus panorâmico que passará pelos pontos turísticos de Gramado e Canela sensibilizando os visitantes para que usem máscara e mantenham o distanciamento.

ILHA PEDESTRE

Nas tardes deste sábado e domingo, dias 27 e 28, parte da Avenida Borges de Medeiros se transformará novamente em uma “ilha pedestre”. O trecho entre a Rua Augusto Zatti e a Avenida Borges de Medeiros (ao lado do cinema e da praça da Matriz) será fechado ao trânsito de veículos, proporcionando mais espaço para a circulação das pessoas. Prevista no Plano de Mobilidade Urbana, essa medida cresce de importância neste momento de prevenção ao coronavírus.

SMART TRACKING

É obrigatório para estabelecimentos comerciais o uso da plataforma de rastreamento Smart Tracking. Os empresários em geral devem disponibilizar o QR Code visível para escaneamento via câmera fotográfica de smartphones, para o acesso ou permanência nos espaços e estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços, assim como prédios de atendimento ao público. A ferramenta é capaz de rastrear os movimentos de indivíduos diagnosticados com o coronavírus. O mapeamento leva em conta estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços por onde a pessoa tenha passado por até 15 dias antecedentes ao diagnóstico. A informação serve para alertar as autoridades sanitárias e os próprios donos dos empreendimentos sobre a ocorrência, medida considerada importante para tomada de ações de prevenção. Outras pessoas que tenham passado pelos mesmos ambientes no dia e horário que o paciente testado positivo passou também serão avisadas.

Passa a integrar o banco de dados, sem a necessidade de baixar aplicativos. Sempre que ele for a um novo estabelecimento, lê o QR Code do local, como uma espécie de check-in. A solução também pode ser usada por igrejas, supermercados, parques e hotéis, por exemplo.

Quando alguém cadastrado na plataforma é diagnosticado com a Covid-19, os órgãos de saúde dos municípios conseguem acessar o banco de dados com login e senha, e identificar todos os estabelecimentos por onde essa pessoa passou nos 15 dias anteriores ao diagnóstico. Então, é enviado um aviso para que o proprietário tome as medidas necessárias para proteger o local e a equipe, servindo como mais uma barreira na proliferação da doença. Os demais clientes que estavam durante o mesmo período também serão avisados, mas o local específico do contato não será identificado. O banco de dados é universal, ou seja, não é restrito ao município do usuário, o rastreamento pode ser feito em todo o Brasil de acordo com os locais frequentados pela pessoa testada positiva.