Sindilojas Hortênsias divulga nota

0
935


Acompanhando a situação mundial e seguindo recomendações dos principais órgãos de saúde para a prevenção contra o Coronavírus (COVID-19), o Sindilojas Hortênsias irá alterar a partir do dia 23 de março de 2020, sua programação presencial de atividades e seu atendimento ao público pelos próximos 15 dias. 

O atendimento ao público será suspenso na sede em Gramado e Subsede em Canela, sendo que o associado/cliente poderá solicitar por WhatsApp suas demandas. As aulas dos cursos da Escola do Varejo (Formação de Gerentes e de Vendedores), previstas para as próximas semanas, serão suspensas e remarcadas. As palestras “Impulsionando seus resultados” do dia 2 de abril em Gramado e Canela serão suspensas e remarcadas. Será suspensa também a utilização das salas de Reunião e Capacitação. Todas agendas serão remarcadas.

“Esta situação pegou a todos de surpresa. Com certeza é momento de pensarmos no coletivo. Então, seguindo orientações de saúde, estamos tomando estas medidas para proteger nossos colaboradores, representados, associados, professores e alunos, palestrante e público”, destaca o presidente do Sindilojas Hortênsias, Guido José Thiele.

Como a entidade não terá atendimento externo por 15 dias a partir do dia 23 de março, demandas urgentes poderão ser atendidas por telefone. Gerência/financeiro com Nilvio Castanheiro (54) 9 8172-0708, Planos de saúde/benefícios com Alex Marques (54) 9 8110-0141 e Certificado Digital com Cristiane Schultz (54) 9 8172-1001. Ainda poderá ser feito contato por e-mail contato@sindilojashortensias.com.br.

Orientações de prevenção junto a seus associados e representados
O Sindilojas Hortênsias está trabalhando forte em seus canais de comunicação a fim de conscientizar seus associados e representados quanto a importância da prevenção contra este vírus que assola o mundo. Estamos divulgando informações vindas de órgãos competentes afim de amenizar a disseminação do Coronavírus. Além disso, criou uma lista de transmissão no WhatsApp para assuntos atualizados sobre o assunto. Basta adicionar o número (54) 9 8172-0708 na agenda de celular e enviar mensagem pedindo inclusão na lista para receber as informações.

“Pedimos que cada um faça sua parte quanto à higienização de seus empreendimentos. Reforce a limpeza dos ambientes, ofereça álcool gel aos clientes e colaboradores, lave as mãos com frequência, evite contato próximo com demais pessoas, se algum colaborador estiver apresentando algum sintoma ao Coronavírus (dificuldade para respirar), oriente a procurar auxílio de saúde, temos que respeitar a quarentena, manter os ambientes bem ventilados, além, claro, daquela orientação básica de saúde, cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar. São medidas que precisamos reforçar neste momento”, diz Thiele.

Orientação econômica
A entidade compactua com as orientações da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviço e Turismo, a qual é ligada. A CNC, alerta que os comerciantes devem acompanhar ainda mais de perto a rotatividade dos estoques e o ritmo das vendas. No cenário de preços mais baixos, mas com possível queda na confiança dos consumidores, deve-se evitar estoques elevados. A renegociação de prazos com fornecedores é recomendável para melhorar os fluxos de caixa. Além de cortes temporários de despesas consideradas supérfluas, o esforço maior para aproximar os vencimentos de despesas com as receitas também auxiliará no caixa das empresas. 

Também é importante observar o movimento de consumidores nas lojas e estabelecimentos. Caso necessário, recomenda-se ajustar a jornada de trabalho dos funcionários. Os custos com a mão de obra também podem ser reduzidos.

“Por ser uma situação diferenciada lançou-se um novo cenário, em que a prevenção é palavra de ordem. Todos, de alguma forma, seremos prejudicados, ainda não sabemos os reais prejuízos que isso acarretará, mas estamos confiantes que, com todos os cuidados sendo tomados, logo esta situação voltará à normalidade”, finaliza o presidente.