Ser Mulher

0
866

Qual o significado de SER mulher para você?

Quando eu era criança eu me vestia de mulher maravilha, meu cabelo não era tão comprido como o dela, então eu colocava uma calça de pijama na cabeça para deixar meu cabelo longo, pegava minha espada de mentira e queria muito ser uma heroína. Não existiam brinquedos de menina de heroína na época. Eu adorava brincar na rua de correr, andar de bicicleta, subir em árvores, achava muito chato brincar de casinha e bonecas, mas acabava brincando para acompanhar minha irmã e amigas. Na minha adolescência, quis aprender a surfar, corria, nadava, fazia patinação, capoeira, já não tinha mais a companhia das minhas amigas, elas faziam dança, mas eu fazia o que me deixava feliz, meu coração batia muito forte, me sentia livre.

Quando terminei o segundo grau eu queria muito ir para Milão fazer estilismo, meus pais não me deixaram porque iria sozinha, mas consegui fazer estilismo aqui mesmo no Brasil, não como havia sonhado e por algum tempo trabalhei com moda. Eu queria fazer faculdade de medicina, mas escutava que era muito difícil e muito cara, então quis educação física já que eu gostava de esportes, aí escutava que era para passar fome, então segui o conselho do meu pai e fiquei na segunda opção de Terapeuta Ocupacional, nem sabia ao certo o que era e me formei, mais uma vitória.

Casei… o foco agora era ser uma esposa perfeita, ótima dona de casa, estar linda sempre, tipo conto de fadas. Então vieram os filhos e agora o foco era ser uma ótima mãe também, mas eu estava disposta em ter uma família linda… mas eu tinha muitos sonhos que agora não dariam mais para realizar, acreditei que tudo no seu tempo, agora eu tinha outras prioridades e os meus sonhos foram engavetados. Segui estudando e fazia o que conseguia quando eu tinha tempo e vivi os sonhos dos outros porque também não tinha mais tempo para sonhar.

A vida não espera, e o conto de fadas começou a ficar real. Precisei começar a priorizar e fazer escolhas do que era mais importante para o momento. Fui atropelada pela vida, pelas decepções e mágoas, e aquela mulher que EU queria SER ,não tinha mais espaço para ela, porque ela não estava mais presente em mim, estava fragmentada, submissa a vida e a todos, já não estava mais tão bonita e nem feliz, o que me gerou muita dor e tristeza. Até que um dia, cansada da maneira como estava vivendo, percebi que não tinha mais sonhos e que não chegaria a lugar algum se EU não estivesse INTEIRA novamente. Queria sentir o meu coração batendo forte, aquela brisa no meu rosto, com aquele sentimento de liberdade como eu sentia quando surfava, quando patinava, quando subia numa árvore, quando eu brincava de mulher maravilha, de nada mais valeria a pena se não voltasse a SER EU mesma, inteira,e se eu não for aceita por ser inteira é porque não faço mais parte deste lugar. Todos que me amam vão me amar inteira e não fragmentada, pois essa é a minha CURA. Tem coisas na vida que jamais deveriam ser moldadas, a nossa essência é uma delas.

Aprendi ou talvez foi a maneira como compreendi na época, que SER mulher era ser a melhor filha, a melhor esposa, a melhor mãe, era ser a melhor dona de casa, ter um corpo perfeito, ótima profissional, ser a super mulher, relevar tudo que não concordava, sempre em prol da família, mas a realidade foi outra. Comecei a perceber que tudo que eu fazia era para agradar os outros, o que esperavam que eu fosse, me comportar para ser aceita dentro de uma sociedade, de um casamento e da família, isso não me foi imposto, já estava embutido em mim sem ao menos eu perceber, mais tarde percebi o quanto me mutilei. Hoje sou grata ao meu passado, honro e respeito a minha história e a mulher que me tornei!

O que passamos para os nossos filhos?

SER MULHER para mim é SER EU mesma, completa e inteira, é o meu coração bater forte para transbordar e não mais preencher os outros, SER MULHER é não ter que ser uma super mulher e nem ter que provar ao mundo do que uma MULHER é capaz, é jamais ter que lutar pelos meus direitos de MULHER. A sociedade, por muitas gerações massacrou as mulheres. Contudo, aprendemos de geração em geração que temos que ser fortes, mas não para a vida e sim para se defender da vida. Já somos fortes apenas por ter nascido mulher e isso não é preciso provar!

SER MULHER é poder ser mulher, ser forte e também ser frágil, ser amor, ser bonita como cada uma é, SER ÚNICA e principalmente ser respeitada como uma mulher, é SER quem sempre desejou ser!

Escutei outro dia um médico explicando ao meu filho como tratar uma mulher e fiquei admirada com a explicação dele. Falou ao meu filho que uma mulher é como uma flor, precisa ser regada todos os dias. Ela É o que ESCUTA todos os dias do marido, do namorado e se não for boa de cama ao longo dos anos e o suficiente é porque não foi regada como deveria, porque não escuta mais o que a faz florir. Achei linda a explicação dele! O que vocês mulheres escutam ao longo de suas vidas? Não se culpem mais, não se comparem…VOCÊS SÃO ÚNICAS!

SER MULHER é sim ser heroína, a mulher maravilha que sonhei quando criança , não mais para salvar o mundo e sim para me salvar, a minha espada não mais para lutar e sim para desbravar tudo que sempre sonhei, é isto que me dá vida e que me cura todos os dias.

A cura de uma MULHER também é a cura de outras mulheres e de toda nossa ancestralidade! E para você, o que significa SER MULHER?