Reserva de Emergência e Planejamento Financeiro

0
407


Olá pessoal!

O tempo agora é de ficar em casa, se cuidando e cuidando dos seus familiares. E como você está cuidando da sua saúde financeira? Podemos aproveitar que temos mais tempo para nos planejarmos e organizarmos financeiramente.

Vamos entrar em um período de recessão financeira, e ter uma reserva de emergência é muito importante nesses momentos.

Mas o que é a reserva de emergência?
É aquele dinheiro que você guarda para caso ocorra algum problema, você possa utilizar. Ele é de muita importância, pois te trás segurança financeira, e assim você pode avaliar outros aspectos da sua vida de maneira mais tranquila, visto que não precisa mais fazer as coisas apenas pelo dinheiro.

Como eu sei quanto eu guardo para a minha reserva?
Na minha opinião, 04 a 06 meses dos seus custos mensais. Aí entra a questão de que muitas pessoas não sabem quais são seus custos mensais. O ideal é listar os seus gastos mensais e separar o que é essencial do que não é. Aí você saberá quanto realmente precisa para passar um mês.
Muitas pessoas acham que sabem e quando fazem esse exercício percebem que não sabem onde o seu dinheiro está indo.

Minha renda está toda comprometida, como eu faço?
Para aqueles que não conseguem ou não podem cortar nada é necessário fazer renda extra. Existe muito preconceito em relação a isso, mas pense comigo, é muito melhor trabalhar um pouco a mais por alguns meses e ter uma reserva do que não ter nada e ter que recorrer aos bancos e pagar juros caso você precise, não é mesmo.

Como eu começo?
O ideal seria guardar pelo menos 20% da sua renda total mensal para iniciar a sua reserva. Trate ela como uma conta qualquer. Há muitas maneiras de fazer isso:

  • Aplicação automática
  • Emissão de boleto para outra conta
  • Pedir para alguém te cobrar.
    O certo é primeiro pague a você mesmo, depois as demais contas.
    Caso você deixe para guardar só se sobrar, nunca vai sobrar. Nós sempre achamos uma nova necessidade para alocar o dinheiro.
    A reserva de emergência deve ser alocada sem uma aplicação financeira que tenha liquidez, segurança e um rendimento que cubra a inflação do período para que você não perca poder de compra.
    Na atualidade boas opções seriam o CDB e o Tesouro Direto.
    Ter uma reserva de emergência é um compromisso de você para com o seu eu do futuro, garantindo que você tenha segurança e possa se organizar e planejar com mais tranquilidade.