Rede de Proteção à Mulher completa um ano em Gramado

0
455
Primeira-Dama, Bianca Bertolucci, comandante Nádia Gerhard, capitão Lemartine Venzo e a turma de alunos-soldados da Brigada Militar, aprovados no último concurso. Fotos: Júlia Angeli


Em comemoração ao 1° ano da Rede de Proteção à Mulher em Gramado, a comandante Nádia Gerhard, primeira mulher a comandar um batalhão da Brigada Militar no Rio Grande do Sul e idealizadora da Patrulha Maria da Penha no Estado, ministrou, na segunda-feira, 6, uma palestra para uma plateia formada por 27 alunos-soldados da Brigada Militar, aprovados no último concurso que, em breve, atuarão nas ruas de Gramado e demais cidades da região.

A violência contra mulher foi o tema abordado durante o encontro. Na ocasião, Nádia explicou todas as formas de violência que vão desde a patrimonial, uma forma invisível de violência doméstica que costuma passar despercebida, até a física. Ela também enfatizou para os futuros policiais a importância que deve ser dada ao atender um caso de violência contra mulheres. “A Brigada não deve ser só repressão, mas sim, prevenção”, disse.

O capitão Lemartine Venzo, comandante do policiamento da Brigada Militar de Gramado, destacou que a palestra foi importante para que os novos policiais entendam e tenham sensibilidade ao atender casos envolvendo mulheres vítimas de violência.

REDE 
O evento, realizado no Jaz Team, foi organizado pelo Gabinete da Primeira-Dama de Gramado, Bianca Bertolucci, que coordena a Rede de Proteção à Mulher. A iniciativa tem como objetivo buscar estratégias efetivas de prevenção e combate à violência, garantindo os direitos das mulheres.

“Gostaria de destacar a importância do trabalho feito pela Rede, que hoje é formada por diversos órgãos e instituições que cumprem seu papel e fazem com que muitas mulheres possam ser atendidas”, afirmou Bianca.