Quando a raiva corrói e começa a agredir o próximo

1
4306
Foto: Internet.


Se você anda explodindo por qualquer coisa, sem paciência, intolerante, discutindo no trânsito, explosivo com as pessoas mais próximas, perdendo o seu sono, com problemas de saúde, etc….PARE! RESPIRE! REFLITA! É ISSO QUE VOCÊ QUER PARA A SUA VIDA? O QUANTO ESTE SENTIMENTO FORA DO CONTROLE ESTÁ ATRAPALHANDO SEUS RELACIONAMENTOS PESSOAIS E PROFISSIONAIS? COMO ESTÁ O SEU NÍVEL DE ESTRESSE E SUA SAÚDE? VOCÊ SABE COMO CONTROLAR A SUA RAIVA?

Talvez precise procurar um auxílio especializado o quanto antes para identificar as causas. Pessoas com esse perfil são pessoas difíceis de lidar, que não gostam de ser contrariadas, com incapacidade de lidarem com frustrações talvez por terem tido uma educação muito rígida, sem limites ou violenta, enfim o que não justifica permanecerem com este comportamento. Essa postura que muitas vezes oprime e causa medo só afasta as pessoas e oportunidades a sua volta.

Esta emoção não deve ser vista de maneira negativa, a raiva é uma emoção que está ligada à sobrevivência das espécies, responsável pela defesa e ataque, é uma emoção básica que está presente em qualquer ser humano, nos motiva a agir contra a injustiça e impedir que os outros nos dominem ou manipulem, então não queira se livrar dela, essa emoção é normal sentirmos, porém muitas pessoas não conseguem ter o controle da raiva gerando várias consequências.

Na Medicina Chinesa cada órgão corresponde a uma emoção e o desequilíbrio desta emoção pode afetar a função do órgão. A raiva prolongada pode levar a um desequilíbrio no fígado, ao mesmo tempo o desequilíbrio do fígado podem produzir sintomas de raiva que geralmente levam a um ciclo vicioso.

O QUE FAZER ENTÃO? Faça as pazes com a raiva! Se alie a ela, ela pode ser positiva na sua vida e ajudar a resolver problemas podendo ser um combustível para a ação, use essa emoção para potencializar os seus resultados, não deixe que a raiva CONTROLE a sua vida. Airton Sena é um exemplo, muitas vezes era motivado pela raiva e rivalidade com seu adversário para dar o seu melhor nas corridas.

COMO FAZER ISSO? O primeiro passo é identificar esse gatilho, faça uma lista de todos os gatilhos que geram essa emoção e os resultados causados na sua saúde e relacionamentos, quando reconhecemos a sua origem essa raiva se dissolve, supere suas limitações, pare de reclamar de tudo e comece a ser mais gentil com os outros com palavras de motivação, fique atento aos seus comportamentos e aos poucos vai treinando a sua capacidade de controlar este sentimento, respire fundo antes de tomar qualquer decisão, tire o foco de você mesmo, liberte-se da culpa, ame mais e julgue menos, faça exercício físico, melhore sua alimentação, medite e procure ajuda se necessário. Deixe de ser vítima da própria raiva e use esse sentimento a seu favor e VOCÊ no controle. Busque o equilíbrio que merece ter sua vida com qualidade consigo e com os outros. Até breve!!!!

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.