Prostituição e exploração sexual na João Pessoa estão na mira da Polícia

5
7844
Imagem meramente ilustrativa


Uma mulher suspeita de comandar uma rede de prostituição em Canela está na mira da Polícia Civil. O delegado Vladimir Medeiros instaurou inquérito para apurar a exploração sexual e prostituição em via pública, em especial no entorno da Rua João Pessoa, na área central da cidade.

Conforme Medeiros, a investigada atua principalmente no agenciamento de travestis, inclusive de fora do Rio Grande do Sul para prostituição em Canela.

A Polícia quer esclarecer se ela está agenciando, aliciando, recrutando, alojando e acolhendo na sua casa, no bairro Bom Jesus diversos profissionais do sexo, incluindo transgêneros que vem de outros estados e são submetidos à exploração sexual.

“A investigada ainda é suspeita de manter casa de prostituição e realizar atividade de rufianismo. Ela é apontada pela Polícia Civil como a principal agenciadora de profissionais da área na cidade, estando construindo, ainda, um hotel ou pousada exclusivamente para esta finalidade,” comenta Medeiros.

Queixas de atos obscenos e algazarras

Inúmeras denúncias sobre prostituição nas ruas de Canela foram feitas na DP do município. “As reclamações da comunidade são frequentes com a atividade de prostituição em via pública no entorno do comércio da Rua João Pessoa, sendo crescente desde o meio do presente ano”, acrescenta o delegado.

Há relatos de atos obscenos como nudez das partes íntimas em via pública, frequentes agressões físicas e verbais, brigas, algazarras e a prática de sexo com clientes ao ar livre ou em terrenos particulares. Conforme as queixas feitas à Polícia Civil as relações sexuais estariam ocorrendo inclusive em locais como residências, pousadas e comércio.

A frente das investigações, o delegado Medeiros informa que moradores e proprietários de pontos comerciais relataram que as atividades libidinosas na Rua João Pessoa e arredores estão gerando constantes transtornos, uma vez que preservativos são arremessados em pátios de residências, lojas e nas ruas.

Crimes como tráfico e roubos também são investigados

Outros delitos como furtos, roubos e tráfico de drogas na João Pessoa envolvendo pessoas que atuam na prostituição estão sendo apurados pela Polícia Civil.

A corporação está solicitando o apoio da comunidade canelense para esclarecer os fatos, relatando casos de exploração sexual, principalmente de adolescentes. O sigilo das informações é garantido pela Polícia Civil. Informações podem ser repassadas para a DP por telefone (54) 3282 -1212 e (54) 9 8407-1615 (whatsapp).

O que é rufianismo?

Conforme o Código Penal Brasileiro rufianismo é crime que consiste em tirar proveito da prostituição alheia, participando diretamente de seus lucros ou fazendo-se sustentar, no todo ou em parte, por quem a exerça. O rufião visa obter vantagem econômica reiterada em relação à prostituta ou prostitutas determinadas. Trata-se de crime habitual que só se configura pelo proveito reiterado nos lucros da vítima (homem ou mulher que exerce a prostituição).

5 COMENTÁRIOS

Comments are closed.