Projeto Boquinhas é referência para outras cidades

0
117
O jogo “Formigueiro das Vogais” foi criado pela professora e facilitadora Emília Vieira. Foto: Lucas Brito.

A Secretaria da Educação de Gramado adota, desde 2017, o Projeto Boquinhas, um método para incentivar a alfabetização de crianças matriculadas nos anos iniciais do ensino fundamental, que está mostrando bons resultados no quesito inovação.

A professora Emília Genoveva Vieira, formada em Letras, trabalha há 25 anos em Gramado e é uma das facilitadoras do projeto. A professora criou um jogo para trabalhar as vogais com os alunos, aplicando de acordo com o cronograma de matérias da escola.

Segundo a secretária da Educação, Gilça Silva, o Projeto Boquinhas em Gramado não se detém apenas no que já foi repassado pelo método.

“Nós damos a oportunidade para o professor ampliar a partir da sua realidade, tanto que a professora Emília está se destacando não só no Município, mas também fora do Estado, nos locais que trabalham com o Boquinhas”, explicou.

Em 2017, a Prefeitura começou com as turmas de terceiro ano do ensino fundamental. Hoje, o projeto atende o bloco alfabetizador que são os três primeiros anos, atingindo quase a totalidade das crianças, alcançando em torno de 95% de aprovação.

Formigueiro das Vogais

O jogo “Formigueiro das Vogais” foi criado pela professora e facilitadora Emília Vieira, tendo como objetivo estimular que as crianças identifiquem as vogais através do som.

A composição do jogo é bem simples. A criança terá à sua disposição um tabuleiro com três trilhas e três formigas. Uma formiga tem a cabeça pintada, a outra tem o corpo pintado e a terceira tem a parte de trás pintada.

São dois grupos de gravuras. O jogador pega duas cartas. A primeira terá uma palavra e outra carta terá o desenho de uma boca, que identifica o movimento feito com os lábios para pronunciar a vogal. Após identificar a letra, a criança guarda a figura no recipiente (formigueiro), joga o dado e avança a trilha com a formiga que representa a ordem da letra identificada. O vencedor será aquele que chegar primeiro no final da trilha.

Boquinhas

O Método das Boquinhas tem como foco melhorar os índices de reprovação e analfabetismo nos anos iniciais dos alunos da rede municipal de ensino.

No ano de 2018, em Gramado, 996 alunos de 14 escolas utilizaram os materiais de ensino do Boquinhas, porém, os professores tiveram a opção de aderir ou não à metodologia em sala de aula, sendo assim, alguns a usaram integralmente e outros apenas como ferramenta.

O Método das Boquinhas utiliza, em sua prática, estratégias fônicas, visuais e articulatórias. Seu desenvolvimento foi alicerçado na Fonoaudiologia, em parceria com a Pedagogia, sendo indicado para alfabetizar qualquer criança e mediar os distúrbios de leitura e escrita.

O Boquinhas atinge, de maneira rápida e eficaz, a conversão fonema, viabilizando a compreensão e utilização do Sistema de Escrita Alfabética (SEA).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here