Profissionais da Educação Infantil de Gramado iniciam Formação Continuada

0
665

Os profissionais da Educação Infantil da rede municipal de Gramado iniciaram nesta segunda-feira, dia 27, uma Formação Continuada, que tem como tema “Diálogos sobre a abordagem de Reggio Emilia”. Os encontros são on-line e ocorrerão através de plataformas digitais. O curso deve ocorrer até dezembro deste ano.

Nesta primeira semana haverá um encontro por escola. As professoras interagirão através de grupos de WhatsApp. Materiais complementares para leitura também serão disponibilizados.

O curso será ministrado pela professora Alana Francio, graduada em Pedagogia, com pós-graduação em Coordenação Pedagógica e também em Psicopedagogia Clínica e Institucional. No momento está fazendo uma especialização em Gestão Escolar e é mestranda em Educação, com estudos na Formação Continuada de professores. Pesquisa a vários anos a Abordagem de Reggio Emilia, tendo como base os princípios norteadores da mesma. Atualmente é professora de Educação Infantil na rede particular de Veranópolis, atua também como Psicopedagoga Clínica e ministra formações para professores sobre a Abordagem de Reggio Emilia.

Conforme a secretária municipal da Educação, Maria Gorete R. da Silva, a intenção de oferecer essa formação continuada é trazer um olhar diferente para os profissionais. “Queremos que todos os educadores conheçam essa abordagem, para pensarmos e construímos em rede a proposta pedagógica da Educação Infantil do Município”, afirma.

Para Raquel Altmeyer, professora na EMEI Raio de Sol, trazer essa abordagem trará diversos benefícios na aprendizagem dos alunos, deixando com que o estudante seja protagonista no seu processo de educação. “Estou muito animada com essa visão que a Secretaria de Educação de Gramado está propondo. Já conheço a abordagem de Reggio Emilia, e a Alana vem para acrescentar essa paixão que tenho por essa metodologia de ensino. Temos a oportunidade de mudar nossa visão, sair da caixinha, abrir a mente. Temos que desemparedar nossos alunos e deixar que eles aprendam de forma natural. Esse processo de reconstrução de conceitos é de longo prazo, mas o primeiro passo já foi dado, e estou ansiosa para poder aprender mais sobre esse tema”, comenta.

Luiz Penteado, supervisor das EMEF Carlos Barbosa e EMEF Padre Anchieta revela que as expectativas pela formação são grandes. “Este momento de espera pelo início do curso de formação pedagógica Reggio Emília gera em mim uma boa e nobre expectativa: (re)conhecer o novo que há em meu fazer e ser pedagógico é um desafio constante. Acredito que este momento de formação humana e profissional oportunizado pela equipe pedagógica da SME proporcionará o florescer de um novo e importante jeito de ser docente em nosso município. Gratidão!”, finaliza.

A Abordagem de Reggio Emilia

A proposta de Reggio Emilia, idealizada pelo professor Loris Malaguzzi é baseada na pedagogia da escuta, em que a criança é protagonista de seu próprio processo de conhecimento. Os espaços escolares são organizados para apoiar uma resolução de problemas à descoberta o que colabora na aprendizagem significativa.

A pedagogia de Reggio Emilia reconhece as múltiplas potencialidades das crianças, quebrando os paradigmas tradicionais da educação, propondo uma rede de comunicação entre a criança e o adulto. Ela baseia-se no relacionamento e na participação, e para isso é preciso refletir, repensar e se reconstruir constantemente.

A proposta entende a criança de forma integral, considerando suas necessidades intelectuais, estéticas e afetivas. Por esse motivo, o ambiente deve facilitar e estimular o processo da construção do conhecimento. Desse modo, o local é organizado e pensado de forma que seja acolhedor e permita que se estabeleçam relações tanto com o ambiente, quanto uns com os outros.