Porquê

0
1667


[no jogo:] o medo suspendeu
a conversa – quem estava lá fora?
eles se olharam sem ter o que dizer até que,
não muito depois, o sino desatou a tocar
“Thiago! abre pra nós, é o Renan, cara! anda logo!
aqui fora tá f*da!”
lá dentro, a Minnie foi a primeira a falar: “e aí
a gente vai abrir?!” “não tem jeito,
não dá pra deixar eles lá fora. eu só não sei
quem tá com ele. vocês conhecem?” disse Thiago,
olhando pela janela
“Thiago, de onde você conhece o Renan?” “Olha quem tá vivo!
diz aí, Humberto, como estão as coisas em Nárnia?”
“cara, o Robledo é muito chucro!” “gente, é a Telma e o João!”
“an? eles não estavam lá no lago com a gente?”
“pois é, estavam, mas quando chegamos no posto,
o Renan começou a puxar papo com a Telma…”
enquanto Minnie explicava, Thiago saiu para abrir o portão.
ela teria continuado a recapitular o percurso do grupo
se não fosse interrompida por gritos vindos lá de fora:

era Thiago que não estava suportando as rajadas
que atacavam seu corpo.
os outros estavam encolhidos e cabisbaixos, andando juntos,
com o passo apertado.
o vento varreu o caminho deles fazendo muito barulho.
logo abriram a porta e Telma já delegava o que seria feito na
sequência:
“Renan, vai tomar um banho e assim que você sair o João entra.
pessoal, é o seguinte:
fomos lá na Várzea deixar o João
mas antes de chegar na 1º de Maio
o carro tava fazendo um barulho muito estranho
daí resolvemos parar logo depois da rótula pra
ver o que tava acontecendo.
o Renan ficou um tempo com o capô aberto
tentando descobrir o que era
até que parou um carro perto de nós.
o João achou estranho e saiu pra avisar o Renan
quando
um saiu do carro xingando nós de vagabundos.
eles voltaram
e saímos arrancando de lá.
a sorte é que o Renan morou a vida inteira na Várzea
e conseguiu sair de lá sem que os caras conseguissem vir atrás
a questão é:
esses caras estão na nossa cola
e eu não sei o porquê. alguém sabe?”