Polícia procura pelo chefe de uma quadrilha de assaltantes

3
1987
Em outubro de 2016, Polícia Civil prendeu criminosos forasteiros na casa de Piti, os quais planejavam executar assaltos em Canela. Foto: Polícia Civil/Divulgação


A Polícia Civil de Canela está à procura do homem apontado como o chefe do grupo criminoso suspeito de realizar assaltos em série no município. À pedido do chefe da DP da cidade, delegado Vladimir Medeiros, o Poder Judiciário decretou a prisão de Leandro Henrique Brusius Foss, 41 anos, conhecido como Piti o qual está foragido.

Ele é proprietário de uma lavagem de veículos localizada no bairro Canelinha. Piti foi encarcerado em outubro de 2016, como resultado de uma investigação da DP local.

Na época, Piti manteve em sua residência e também no seu ponto comercial alguns criminosos forasteiros que estavam em Canela com o objetivo de executar assaltos. Investigadores descobriram que recentemente após ganhar a liberdade, o criminoso recrutou bandidos de outras cidades para desencadearem roubos em território canelense, principalmente ladrões radicados em Bento Gonçalves e Caxias do Sul.

Na segunda-feira, dia 12, a Polícia Civil desbaratou a quadrilha liderada por Foss. Três homens e uma mulher foram detidos durante operação da DP local com apoio da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec), em Caxias do Sul.

Eles são apontados como os executores do assalto a residência de um casal proprietário de um mercado em Canela. “Na operação de ontem prendemos quatro criminosos, mas ainda temos outras prisões para cumprir, incluindo a do chefe da quadrilha,” afirmou o responsável pela Seção de Investigação da DP, inspetor Jackson Castro.

Roubo com agressões e ameaças

No dia 4 de setembro, por volta das 20 horas, o grupo aguardou os empresários chegarem em casa no Rancho Jane, próximo ao bairro Saiqui a bordo de uma Hilux para rendê-los. Na ocasião, os filhos menores de idade do casal estavam junto. As vítimas foram amarradas, amordaçadas e trancadas em um cômodo da residência.

Durante a ação, a família ficou sob a mira de três revólveres sendo constantemente ameaçada de morte. Os empresários foram agredidos com socos, chutes e coronhadas. Os bandidos agiram usando capuz e meias de náilon para esconderem os rostos.

Após os atos de violência, os ladrões fugiram com uma quantia em dinheiro (os valores não foram divulgados), armas e munições, pertences da família e uma camionete Hilux do empresário. O veículo foi localizado próximo à praça de pedágio de São Francisco de Paula.

Qualidade nas investigações e apoio do Judiciário

A Polícia Civil de Canela destacou a importância do respaldo dado pelo Judiciário ao trabalho da Delegacia de Polícia local. Prontamente, a juíza Simone Chalela analisou e deferiu as representações formuladas pelo delegado Vladimir Medeiros, referindo o comprometimento absoluto com a comunidade canelense.

“Destaco a qualidade e a dedicação das investigações policiais por parte da Seção de Investigação da Delegacia de Polícia, que, mesmo com as dificuldades enfrentadas pelo órgão policial no período, não se afasta do compromisso de seguir lutando pela Segurança Pública em Canela,” salienta Medeiros.

Bandidos foram detidos em Caxias do Sul, cidade onde residiam. Foto: Polícia Civil/Divulgação



3 COMENTÁRIOS

Comments are closed.