Polícia Civil de Gramado prende homem suspeito de cometer inúmeros furtos

0
1848


Na manhã desta terça-feira, 19, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Gramado, prendeu preventivamente, homem suspeito de inúmeros furtos cometidos na área central, bairros Jardim e Várzea Grande, dentre outros, em Gramado.

O aumento significativo dos furtos, em especial nos meses de fevereiro, março e abril deste ano, levou a Polícia Civil de Gramado a intensificar as investigações dos fatos, chegando-se a inúmeras provas contra o suspeito. Diante disso, demonstrada a espantosa reiteração criminal do suspeito, houve a representação ao Poder Judiciário pela decretação da prisão preventiva, com fundamento da garantia da ordem pública. A medida foi acolhida pela Justiça e há duas semanas o suspeito vinha sendo procurado pela Polícia Civil, já que não possuía residência fixa. Hoje, ao ser avistado caminhando na área central, foi detido.

A Polícia Civil destaca a importância da prisão, em razão do temor da comunidade com as reiteradas investidas criminosas do suspeito, que praticava os crimes a qualquer hora do dia ou da noite, aproveitando- se, na maioria das vezes, do descuido das vítimas, invadindo residências e, também, estabelecimentos e salas comerciais, em alguns casos mediante arrombamento, gerando prejuízo não só em função dos bens subtraídos, mas pelos danos causados para ingressar nos locais.

O suspeito também atuava em outros municípios da região, circulando de um local para o outro para cometer furtos, usando o produto dos crimes que cometia para adquirir drogas, uma vez que viciado em crack. A comoção na comunidade Gramadense era tamanha que uma foto do suspeito circulou em inúmeras redes sociais, no sentido de alertar para que tivessem cuidado ao vê-lo e que fossem acionadas as forças de Segurança Pública. Interrogado, o suspeito admitiu a autoria de diversos crimes ocorridos em Gramado. Após os trâmites legais, será recolhido ao sistema prisional.

A Polícia Civil pede que aqueles que porventura não registraram os furtos de que foram vítimas, que o façam.