Polícia Civil de Gramado alerta sobre golpe do cartão clonado

0
2133


O delegado da DP de Gramado, Gustavo Barcellos, pede a atenção da população sobre golpe que vem ocorrendo com certa frequência no município, causando prejuízos as vítimas, em regra em idosas.

Conforme Barcellos, o golpista (quase sempre do sexo feminino), liga para a vítima apresentando como funcionária do banco ou da bandeira do cartão e afirma que o cartão foi clonado e que compras indevidas foram realizadas.

“Na sequencia, golpista inicia um processo de “bloqueio” do cartão, onde o golpista obtém dados da vítima e do cartão. Depois, pede que a vítima redija uma “carta de contestação”, onde também deve ser colocado o CPF e número do cartão, coloque em um envelope junto ao cartão (as vezes pedem que o cartão seja entregue cortado), fechando o envelope”, conta o delegado.

Por fim, segundo Gustavo Barcellos, o golpista diz que um “funcionário do banco” vai passar em sua casa para buscar o envelope com a carta e o cartão. “Logo chega o golpista (homem, em regra) à casa da vítima, bem vestido, dizendo ser o “funcionário do banco” e leva o cartão. a partir daí, são feitas transações bancárias, pix, e saques. Quando a vítima percebe que caiu no golpe, já sofreu grande prejuízo”, explica.

O delegado destaca que bancos e instituições financeiras não adotam este tipo de procedimento e não mandam funcionários na casa dos clientes. Denúncias sobre o golpe podem ser realizadas pelo número 54- 9600-2641