Polícia Civil de Canela prende dois autores de roubo a mão armada

0
1164
Foto: DP Canela


A Polícia Civil de Canela realizou, na manhã de hoje, uma prisão e uma internação de adolescente, ambas consideradas importantes e relacionadas a práticas de roubo com emprego de arma de fogo na cidade.

Agentes da Seção de Investigação apreenderam um adolescente no Bairro Santa Marta. Ele é apontado como autor de roubo a uma van de turistas no final do ano passado. Em uma noite próxima do Natal, o motorista do transporte de turismo estacionou o veículo nas proximidades do pórtico de entrada da cidade, na divisa com Gramado para visita. O adolescente, que é de Canela, roubou diversos turistas na ocasião, levando carteiras e celulares.

O outro criminoso, que também é de Canela, foi preso pelos policiais civis no Bairro Ulisses de Abreu. Ele é apontado como autor de roubos a três mercados e suspeito de roubo a uma casa noturna, todos com emprego de arma de fogo para intimidar as vítimas. Os crimes ocorreram no mês de janeiro em estabelecimentos comerciais localizados nos Bairros São Luiz, Canelinha e São Rafael.

Os criminoso maior de idade foi encaminhado ao Presídio Estadual de Canela, para cumprimento de prisão preventiva. O adolescente, por sua vez, foi encaminhado à FASE em Caxias do Sul, para internação provisória.

O Delegado Valdimir Medeiros, titular da Delegacia de Polícia de Canela, referiu que a cidade não tem muitas ocorrências de roubo à mão armada, razão pela qual esses delitos são sempre prioridade para as investigações do órgão policial. A autoridade policial destacou, ainda, que todos os crimes de roubo dessa natureza ocorridos desde o final do ano passado e no início deste anos na cidade foram integralmente esclarecidos, com determinação de prisão preventiva ou internação provisória em todos os casos. “Nossos índices de esclarecimento em roubos com arma de fogo em Canela são exemplares. Os criminosos ainda teimam em praticar roubo na cidade, mas acabam todos sendo presos mais cedo ou mais tarde pela Polícia Civil”, destacou Medeiros.