Polícia Civil conclui investigações sobre motim no Presídio de Canela

0
879


A Polícia Civil de Canela concluiu, nesta , as investigações relativas ao motim de presos ocorrido em setembro do ano passado no Presídio Estadual de Canela. O inquérito policial apurou que, após uma briga entre presos, duas celas iniciaram uma rebelião, ocasionando danos ao prédio do estabelecimento prisional, tendo sido acionadas as forças de segurança pública, que compareceram ao local para a contenção da rebelião. Ao todo, cerca de 50 presos, em suas celas, participaram do motim, quebrando as portas e paredes dos dormitórios. Após contidos, todos os presos foram conduzidos ao pátio do Presídio Estadual de Canela para revista.

O Delegado Vladimir Medeiros, titular da Delegacia de Polícia de Canela e responsável pelas investigações, informou que foram identificados nove detentos, os quais foram indiciados por motim e dano ao patrimônio público, uma vez que as instalações do prédio foram danificados na rebelião.