Polícia Civil de Canela identifica preso que extorquia vítimas após trocas de “nudes”

0
2432


A Polícia Civil de Canela identificou, nesta semana, o autor de crime realizado através das redes sociais para extorquir dinheiro de vítimas, geralmente homens casados.

De acordo com o Delegado Vladimir Medeiros, titular da Delegacia de Polícia de Canela, o crime consiste em o criminoso escolher nas redes sociais uma vítima para, com um perfil falso de uma menina jovem, iniciar uma conversa e trocar mensagens e fotos íntimas (inclusive nudes). Após, o criminoso, com outro perfil, passa a ameaçar a vítima de contar sobre a troca de mensagens a seus amigos ou familiares, exigindo depósitos em dinheiro em contas bancárias em nome de laranjas ou terceiros. A vítima, geralmente homem casado, paga os valores exigidos com receio de ser exposto.

A Polícia Civil de Canela informa que crimes como este têm sido comuns na cidade, em que vítimas, após a troca de mensagens íntimas com falsos perfis de meninas jovens, passam a ser extorquidos em valores para não terem seus nomes expostos. O Delegado Vladimir Medeiros orienta que usuários de redes sociais, sejam eles de qualquer idade ou gênero, mantenham sua intimidade e não troquem mensagens com conteúdo de nudez com recém-conhecidos, sendo este o melhor modo de evitar constrangimento e extorsão. A autoridade policial informou que, na maioria desses casos, os criminosos estão no interior de um presídio e passam boa parte do tempo se dedicando a procurar vítimas nas redes sociais.

O criminoso identificado pela Seção de Investigação da Delegacia de Polícia de Canela nesta Canela encontra-se preso em um presídio do interior do Estado, distante de Canela, mas mesmo assim praticava os golpes através das redes sociais contra vítimas de diversas cidades. A investigação apurou que os criminosos lucravam elevados valores com a prática dos crimes, sendo diários os depósitos recebidos após extorsão das vítimas.