Pâmela Amaro abre série de lives do projeto Anos 10

0
495


A atriz, cantora, musicista, arte-educadora e compositora porto-alegrense Pâmela Amaro abre nesta quinta-feira, dia 20, a partir das 21h, a série de bate-papos virtuais do projeto “Anos 10 – produção e diversidade na cena musical gaúcha”.  Consagrada como uma das principais vozes do samba no Rio Grande do Sul, Pâmela participa da transmissão ao lado do seu diretor artístico e executivo Tiago Souza.

O projeto “Anos 10” reúne cinco artistas gaúchos independentes com destaque na última década. Além de Pâmela, participam Glau Barros, Nino, Filipe Catto e 50 Tons de Pretas. Ao lado de seu produtor ou diretor musical, cada artista participará de um bate-papo on-line sobre seu trabalho, suas influências e objetivos de carreira.

Os curadores Enio Martins e Juarez Fonseca comandam as entrevistas. Todas as transmissões contam com áudio-descrição e tradução em libras. Os bate-papos musicais são transmitidos pelo canal no Youtube da Clube TV. Mais informações sobre o projeto pelo Instagram oficial @anos10rs ou pelo Facebook da Fundação Cultural de Canela.

Coordenado e produzido por dois profissionais de Canela, Enio Martins e Fernando Gomes, o projeto foi aprovado no Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas, que é realizado com recursos da Lei Aldir Blanc nº 14.017/20.

SOBRE PÂMELA AMARO

Pâmela Amaro tem se destacado como uma das vozes do samba no Estado, principalmente, a partir das composições que abordam temas variados, sempre positivando narrativas acerca das mulheres negras. Ativista cultural, toca cavaquinho, percussão e tem longo caminho na cena teatral elencando grupos como Usina do Trabalho do Ator (RS), Grupo Caixa Preta (RS), Turma do Pé Quente (RS), com atuação no cinema e em musicais. Integrou grupos musicais formados por mulheres musicistas, destes o mais atual é o grupo Três Marias. Em 2020, lançou seu primeiro EP solo, Veneno do Café, apresentando sua veia no samba de partido alto. No mesmo ano, a artista foi contemplada pela Natura Musical para realizar a produção do seu primeiro álbum, Samba às Avessas.

SOBRE TIAGO SOUZA

Publicitário, Pesquisador Cultural com formação em Gestão de Empreendimentos Criativos(Sebrae/MinC); Gestão em Carreira Musical (Perestroika/Red Bull); Music & Business pelo Instituto Gênesis da PUC-Rio e graduando em Administração de Empresas pela FADERGS. Criador de projetos de alto impacto na cultura riograndense: Os Filhos do Cumpadi Washington, o bloco de carnaval de rua mais ordinário do Brasil, e os eventos formativos Por Trás da Dança e Por Trás da Música. Atuou como Diretor de Produção do espetáculo “Retirantes: Somos Todos Severinos”, indicado ao Prêmio Açorianos de Dança 2016 como “Melhor Produção”, da Reticências Cia. De Dança, grupo indicado em quatro categorias.Nos últimos dez anos, desenvolveu trabalhos de pesquisa e estudos no campo da economia criativa com ênfase para autogestão de carreiras artísticas.

Por meio da Tudo é Gestão – TG Produções Artísticas, realiza planejamento de comunicação, consultoria, mentorias e palestras com foco em gestão de carreiras para novos artistas. Atualmente, desenvolve projetos de Marketing e Estratégia com a Áudio Porto Gravadora/Editora e Guts Produções. Está na Direção Artística do projeto “Samba às Avessas”, de Pâmela Amaro, e como Mentor Artístico na Lanceiros Negro Aceleradora Cultural, ambos premiados no edital Natura Musical 2020/21.