Palestra em alusão ao Setembro Amarelo trouxe o tema “Não desista da sua vida”

0
1094
O encontro contou com a participação de 100 pessoas. Foto: Marlova Martin.


Nesta quarta-feira (26), o tema “Não desista da sua vida” foi tratado pelo psicólogo Milton Cazassa no Centro Municipal de Cultura da Várzea Grande, durante a programação do Setembro Amarelo – uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio, que abre espaço para debates sobre o tema e alerta a população sobre a importância dessa discussão. Cerca de 100 pessoas acompanharam a atividade, aberta a toda a comunidade, inclusive os alunos do turno da noite das Escolas Estadual de Ensino Médio Caramuru e Municipal de Ensino Fundamental Mosés Bezzi.

Cazassa abordou o tema valorização da vida no que foram definidos por ele como os dois sentidos existencialistas fundamentais que orientam as ações humanas, sempre na direção da saúde, que são: “Evoluir, transformar e transformar-se” e “aprender a amar e ser amado, bem como se amar”. Além disso, foram tratadas as fases do aprendizado que permeiam todos os desafios e dificuldades do cotidiano, chamando a atenção para potenciais armadilhas da mente, como comparar-se com outras pessoas, o que pode gerar sentimentos de inferioridade e baixa autoestima, que tendem a prejudicar o adequado enfrentamento das vicissitudes do dia a dia.

No encontro, o psicólogo deu dicas que podem ser úteis à proteção da vida, como sempre procurar ajuda de um profissional de saúde, seja nos postos de saúde, nos pronto-atendimentos, ambulatórios, nos Centros de Atenção Psicossociais ou, ainda, no âmbito hospitalar.

“Segundo o Ministério da Saúde, falar é sempre a melhor solução. Neste sentido, além dos profissionais de saúde, conversar com familiares, amigos ou até mesmo desconhecidos, pode ser fundamental para se chegar a uma assistência profissional e para o adequado tratamento da situação”, afirma o psicólogo, que também ressalta a atenção que deve-se ter a quaisquer comportamentos que causem estranheza na família, devendo ser observados com atenção e cuidado, como isolamento, alterações no humor, alterações no sono e/ou na alimentação, prejuízos no desempenho escolar ou profissional, dentre outros.

O encontro foi organizado pela Prefeitura de Gramado, Secretaria da Saúde e Estratégia de Saúde da Família (ESF) da Várzea Grande (Vila Olímpica).

Onde buscar ajuda 

A Prefeitura e a Secretária da Saúde disponibilizam atendimentos com psicólogos e psiquiatras para os pacientes, que geralmente acabam sendo encaminhado por outros profissionais da rede. Para casos específicos, também há atendimento feito pelo Centro de Atenção Psicossocial CAPS.