Padre Sésio Bitello completa 10 anos de sacerdócio

0
2210
O Padre Sésio Bitello está a frente da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes. Foto: Arquivo Pessoal.


Formado em Teologia e Filosofia pela PUCRS, o Padre Sésio Junior Bitello é natural da cidade de Porto Alegre, conheceu a Igreja Católica com 16 anos em um dos momentos mais difíceis da sua vida. Hoje com 47 anos, Bitello reside em Gramado há três anos e oito meses e é Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, localizada no Bairro Várzea Grande. Na última quarta-feira, 20 de novembro, Pe Sésio completou 10 anos da sua formação na Igreja.

GN – Como descobriu que queria se tornar Padre?

Sésio Cursei a faculdade de Teologia e Filosofia em 2004 a 2008 na PUCRS. Conheci a Igreja Católica com 16 anos, e foi ela com seus membros que estenderam a mão e me ajudaram, no momento mais difícil da minha vida. Retornando aos estudos, me formei anos depois em Administração e segui trabalhando em empresas, e por último, numa multinacional de telecomunicações. Mesmo trabalhando de dia e estudando à noite, nos finais de semana, sempre dedicava um tempo para ajudar em algum trabalho na Igreja, e no domingo a missa. Era o momento de agradecer pela bênção da semana que passou, e pedir a bênção para à próxima. A vocação foi se construindo no dia a dia. Digamos que Deus tinha reservado uma outra multinacional para eu administrar. O chamado vocacional foi a minha “pós-graduação” na vida humana e espiritual. Era tudo muito bom antes, mas agora, encontrei e vivo o melhor.

GN – Já desejou ser ou seguir alguma outra profissão?

Sésio – A vida é engraçada… eu queria ser piloto de avião, cai na faculdade de administração e virei padre.

GN – Há quanto tempo se tornou Padre?

SésioNo dia 20 de novembro completei 10 anos

GN – Um sonho e uma realização durante o Sacerdócio?

Sésio – Como sonho de vocação hoje, vivo intensamente cada momento planejado e executado com fé, amor e dedicação. Uma novidade, é que pessoas acompanham todos os meus trabalhos e projetos de padre, em uma Plataforma Operacional de dados, na página da paróquia no Facebook.com/varzeagramado.
Nesta Plataforma estão os 29 pontos de gestão do meu trabalho e os 23 códigos de serviços que gerenciam e executam estes trabalhos.

GN – Já esteve a frente de quais Paróquias?

Sésio – Trabalhei um ano e meio em Rolante e cinco na Scharlau, em São Leopoldo.

GN – Em Gramado, há quantos anos está a frente da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, na Várzea Grande?

Sésio – Estou a frente da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes há três anos e oito meses.

GN – Em dias tão difíceis, como o senhor trabalha a fé nas pessoas, como fazer com que elas tenham fé e acreditem no bem?

Sésio – O segredo é uma boa acolhida e escutar as pessoas. A partir dos relatos, apresentar a proposta de Deus, que irá reconstruir um novo tempo, a partir da mudança de mentalidade e de comportamento. A vida é feita de escolhas, certas ou erradas.

GN – O que te encanta na vida?

Sésio – As oportunidades que a vida nos proporciona. Existe 5 máximas que utilizo para tornar a vida melhor: Fé, educação, respeito, caráter e dignidade.

GN – Uma mensagem do Padre Sésio para a comunidade gramadense?

Sésio – Bom, eu nunca me imaginei morando ou/e trabalhando em Gramado, eu fui algumas vezes apenas um turista normal, e hoje, é até engraçado; pois nunca imaginei que certos locais fariam parte do meu cotidiano. Acho que a mensagem que eu deixaria, é que a fé nos ensina a trabalhar com soluções e não com problemas. Vivemos numa sociedade contemporânea muito pessimista e de relações líquidas, fizeram dos problemas, as soluções para poderem existir e serem vistos. Aprender que as melhores oportunidades da vida, são as que nos desafiam a dar passos diários, é a arte de não ficar acomodado achando desculpas. “O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons…” Martin Luther King.