Operação Castelo de Areia conclui investigação

0
1364
Foram encontradas armas e munições. Foto: PC.


A Polícia Civil de Gramado concluiu a investigação que apurou a atuação de organização criminosa que agia na contravenção penal do jogo do bicho e na lavagem de capitais obtidos a partir da atividade ilícita.

A Operação Castelo Areia, que desarticulou referida organização criminosa, resultou na apreensão, sequestro e indisponibilidade de inúmeros bens obtidos a partir dos lucros oriundos da atividade contravencional do jogo de azar, medidas deferidas pelo Poder Judiciário no âmbito das investigações. Dentre os bens não disponibilizados, estão imóveis de alto padrão e carros de luxo, além do bloqueio de valores em contas bancárias com movimentações suspeitas.

Foram indiciados 12 investigados, dentre eles o líder do jogo do bicho em Gramado e sua companheira, por crimes de organização criminosa e lavagem de dinheiro, bem como contravenção penal de jogo do bicho.

O Inquérito Policial, com 1115 páginas e seis volumes, teve início em setembro de 2017 e foi entregue ao Poder Judiciário, com vista ao Ministério Público, neste mês de agosto. Os Delegados de Polícia Gustavo Celiberto Barcellos, titular da DP de Gramado, e Heliomar Athaydes Franco, Diretor da 2º Delegacia de Polícia Regional do Interior, ressaltam o êxito na complexa investigação, com a elucidação dos ilícitos investigados e individualização das condutas dos indiciados, com a repressão qualificada aos atos praticados, sobremodo no que diz respeito à lavagem de dinheiro oriundo da atividade ilícita.