Nova sede da APAE em Gramado terá energia solar

0
538
DCIM100MEDIADJI_0077.JPG


Os beneficiados pela APAE estão prestes a ganhar uma nova e moderna estrutura de atendimento em Gramado. Além da ampliação do espaço com novos recursos, o prédio da nova sede da instituição também será sustentável com energia gerada a partir de painéis solares. 

O recurso é uma doação da empresa Ecotec Energy, de Caxias do Sul, que atua na Região das Hortênsias desde 2018. “”Acreditamos muito no capitalismo devolutivo que é retornar em benefício parte da nossa arrecadação em ações beneficentes e direcionadas às crianças nas cidades em que atuamos. A implantação do sistema solar na APAE de Gramado é uma forma de agradecermos aos moradores e empresários que estão confiando na nossa tecnologia e equipe de trabalho”, explica Fábio da Fontoura, diretor da empresa. 

A doação irá resultar em uma economia de 90% na atual conta de luz que hoje fica em torno de R$ 3.500 por mês. Ao todo, serão 88 painéis, parte deles já foi instalada no telhado do prédio na última semana. 

Integrante voluntário há 23 anos da APAE, o empresário Jorge Maldaner mediou a doação dos equipamentos e instalação. Ele destaca a alegria em poder proporcionar uma melhoria tão significativa para a entidade e, principalmente, para os atendidos que hoje chegam a cerca de 140 pessoas. 

“O que me deixa mais feliz é poder ver o legado que a gente deixa, ver o quanto melhoramos a vida das pessoas. O resultado do trabalho é gratificante e nos dá a satisfação de poder colaborar com o que podemos”, conta. 

Sustentabilidade será destaque no novo prédio
Além dos painéis solares que irão proporcionar economia na conta de luz e um uso consciente dos recursos naturais, o prédio também foi construído para reaproveitar a água da chuva em vasos sanitários e na irrigação dos jardins. Mas a sustentabilidade na nova sede da APAE não está apenas em recursos ligados ao meio ambiente, o modelo em que o novo espaço da instituição foi concebido irá garantir recursos fundamentais para sua manutenção. 

O terreno onde a Apae encontra-se hoje irá ganhar um novo prédio e a instituição será contemplada com salas comerciais, cujo aluguel garantirá, futuramente, uma renda fixa mensal. Com o valor que irá entrar no caixa, a APAE vai cumprir parte de seus compromissos financeiros que incluem pagamento de profissionais, manutenção do espaço e investimentos em novos recursos para atendimento.

“Tivemos um time de ouro para acompanhar o processo, formamos uma espécie de colegiado. Ficamos preocupados com uma APAE sustentável em todos os aspectos, ao ampliar precisa de mais gente, maior estrutura. Nem no nosso melhor sonho imaginamos que seria assim, eu fico emocionado quando falo isso”, revela Maldaner. 

Hoje a entidade depende de repasses do Município, de emendas parlamentares e de doações de pessoas físicas e empresas de Gramado.