Movimento Viver sem Saber realizou doação à Abasc Canela

0
341


Na terça-feira, 23, o Movimento Viver sem Saber, através de sua idealizadora, Mariela Oppitz Sorgetz, realizou a doação de 3 cadeiras de banho, 2 andadores, 3 bengalas e 2 colchões piramidais que foram adquiridos com a renda referente parte dos direitos autorais da   1ª edição do livro, “Viver sem Saber – Relatos de Amor, Dor e Humor sobre a Doença de Alzheimer”, escrito por Mariela, e publicado em abril deste ano.

AGRADECIMENTO

A doação foi destinada a Abasc – Associação Beneficente Amigos Solidários de Canela, que realiza um trabalho de acolhimento e assistência a famílias carentes do município. “Registro a doação como uma forma de agradecimento a cada pessoa que comprou o livro, porque ao buscar informações sobre o Alzheimer, estava também contribuindo para o Movimento Viver Sem Saber, que tem como propósito levar informações, propor reflexões, mas acima de tudo ser propositivo, transformando essas informações e reflexões em ações que, de fato, beneficiem pessoas”, afirma Mariela.

PANDEMIA INTENSIFICOU NECESSIDADES

Os itens doados são fruto de uma necessidade apontada pela Abasc. As doações foram recebidas por Ana Maria Nunes, Ana Lídia Weber e Vanessa Kelven Ortiz, que trabalham como voluntárias da associação. “Há oito anos a Abasc existe porque existem pessoas que fazem uma grande diferença. Como as pessoas ajudam a Abasc, nós conseguimos ajudar quem é mais vulnerável. As pessoas chegam à velhice e precisam desses materiais”, destaca Ana Maria Nunes, voluntária presidente da Abasc Canela. Segundo ela, com a pandemia as pessoas estão saindo dos hospitais muito debilitadas. “Sabemos, porque toda semana a Abasc recebe pedidos de empréstimos ou de doações desses itens. Então essa doação chega em um momento muito importante para que possamos ajudar todas essas pessoas”, completa.

DONA ANNINHA

A doação, feita em Canela, tem um motivo mais do que especial. A cidade é o endereço da pessoa que motivou a criação do Movimento Viver sem Saber: a professora Anninha Oppitz, portadora da Doença de Alzheimer há oito anos, mãe da autora do livro. “Desejo, que através destes produtos doados a gente possa auxiliar outros idosos, senão num processo de demência, mas no percurso da velhice, para que essa velhice possa ser saudável, de bons cuidados, é o que eu desejo para todos os idosos”, afirma Mariela.

VENDA DA 2ª EDIÇÃO SEGUE COM MESMO OBJETIVO

A 2ª edição do livro “Viver sem Saber – Relatos de Amor, Dor e Humor sobre a Doença de Alzheimer”, publicado pela Editora Luz da Serra, segue com o mesmo objetivo: o de arrecadar valores oriundos dos direitos autorais da escritora, para beneficiar ações capazes de levar algum benefício imediato aos idosos e portadores de qualquer tipo de demência. O livro está à venda no site www.viversemsaber.com.br.