Mais duas baixas no tráfico de drogas em Gramado e região

0
2595
Maconha, cocaíca e ectasy eram vendidos por mulher na zona rural de Gramado. (foto: Polícia Civil)


Dezoito gramas de cocaína, 690 gramas de maconha, 48 comprimidos de ecstasy, uma balança de precisão, mais de mil reais em dinheiro, oito telefones celulares, diversos pinos plásticos para acondicionamento de cocaína, um colete balístico, apreensão de veículos, um homem e uma mulher presos em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Este foi o saldo de uma operação da Polícia Civil de Gramado desencadeada na tarde de terça-feira, 27 de março, contra o comércio de entorpecentes.

A ofensiva policial ocorreu na zona rural da cidade, conhecida como Estrada do Caracol via que dá acesso à Canela. O alvo era uma mulher de 35 anos de idade que estava sendo investigada há dois meses. Além dela, foi detido em flagrante um rapaz de 20 anos de idade apontado como o fornecedor dos entorpecentes vendidos pela traficante.

O jovem era morador de Caxias do Sul e foi detido na casa da acusada porque os policiais descobriram que ele estaria no local para recolher valores referentes ao comércio das drogas que ele vendia para a mulher.

Esconderijo de armas e drogas

A Polícia Civil também cumpriu mandado de busca e apreensão em Caxias do Sul em uma casa onde o rapaz escondia drogas e armas. No imóvel, foi recolhido um colete a prova de balas.

As diligências da DP de Gramado contaram com o auxílio de agentes da Polícia Civil de Canela. Após os procedimentos legais, os dois presos foram encaminhados para o Presídio de Canela. Os nomes deles não foram divulgados porque a Polícia Civil prossegue com as investigações, mas a reportagem apurou que a alcunha do acusado é Zé.

Mais clientes

Ele tem histórico policial que incluiu delitos como receptação porque já foi detido em outra oportunidade com veículo roubado e clonado e posse de drogas.

“Ela estava vendendo bastante, tinha uma boa movimentação financeira”, avaliou o delegado Gustavo Barcellos ao referir-se a atuação da mulher presa na operação. “Já ele estava buscando a expansão dos seus negócios na cidade,” revela Barcellos.