Investigados quatro casos suspeitos de coronavírus em Gramado

0
4853



O Centro de Operações de Emergência (COE) de Gramado está investigando quatro casos suspeitos de coronavírus. Os pacientes estão clinicamente estáveis, em isolamento domiciliar e as pessoas que tiveram proximidade com eles estão sendo monitorados. Com isso, Gramado já notificou cinco casos suspeitos, dos quais um foi descartado.

O COE de Gramado conta com profissionais da Vigilância em Saúde e da gestão da Atenção Básica que estão em constante articulação com os prestadores de serviços de saúde públicos e privados que compõem a rede municipal. Essa rede se relaciona com as diversos setores e diversas instâncias da Prefeitura de Gramado e da Secretaria Estadual da Saúde.

A coordenadora da Vigilância em Saúde de Gramado, Marina Toniolo, destaca que a rede municipal está preparada para atender os casos e que as medidas necessárias para proteção comunitária estão sendo adotadas.

Recomendações de prevenção
– Lavar frequentemente as mãos com água e sabonete
– Na impossibilidade de lavar as mãos, utilizar álcool gel, fazendo fricção
– Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos, garrafas e bombas de chimarrão
– Manter os ambientes bem ventilados
– Em quadros respiratórios, cobrir o nariz e boca com o braço ou com um lenço de papel ao tossir e espirrar, descartando imediatamente o lenço e higienizando as mãos
– Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas respiratórios, como febre, tosse ou coriza
– Evitar participar e promover atividades que geram aglomeração de pessoas
– Intensificar limpeza de superfícies com álcool líquido e água sanitária (proporção de uma colher de sopa para 1 litro de água)
– Considerar informações emitidas por de fontes oficiais, a exemplo site da Secretaria Municipal de Saúde
– Não repassar mensagens por WhatsApp, vídeos, entre outros sem se certificar da idoneidade do conteúdo
– O uso de máscara destina-se aos profissionais de saúde em atendimento e pacientes com sinais e sintomas respiratórios
– Pessoas que retornarem de viagem internacional devem realizar isolamento domiciliar voluntário por sete dias