HCC se manifesta sobre condenação no caso em que travesti teve atendimento negado

0
1151
Foto: Internet.


Após a veiculação da notícia de que o Hospital de Caridade de Canela (HCC) foi condenado em segunda instância a pagar indenização no valor de R$ 30 mil à travesti que teve atendimento negado, a casa de saúde se manifestou sobre o caso. A direção do HCC repudiou a atitude da funcionária que negou atendimento ao transgênero e afirma lamentar que o fato tenha ocorrido. O hospital divulgou nota à imprensa sobre a sentença do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul divulgada nesta sexta-feira, 17 de novembro.

Confira a íntegra da nota de esclarecimento do HCC assinada pelo seu diretor presidente, Antônio Saldanha Nunes.

Nota de esclarecimento

O Hospital de Caridade de Canela, pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Visconde de Mauá, 143, Centro, na cidade de Canela – RS, sob número de CNPJ.: 88.210.794/0001-69, a propósito da notícia de que a instituição foi condenada em processo judicial que versa sobre a discriminação de um paciente quando da necessidade de atendimento médico na sua unidade de urgência e emergência, esclarece que o fato ocorreu no ano de 2011 culminando com a sentença definida esta semana.

A gestão atual do HCC não compactua e muito menos, ninguém do seu quadro de funcionários, com atitudes como esta.

O Hospital de Caridade de Canela atende hoje, a média de 200 pessoas diariamente, é uma instituição filantrópica privada cujo percentual de atendimento pelo SUS ultrapassa a casa dos 90%, esclarece que tal fato foi uma atitude unilateral e irresponsável de uma funcionária que não faz mais parte do quadro da instituição.

É lamentável que um hospital com tantos serviços prestados à comunidade canelense e região, tenha seu nome manchado por atos irresponsáveis como este.

A atual diretoria da instituição, que assumiu no mês de fevereiro deste ano, e é formada por pessoas da comunidade, todas voluntárias e engajadas na revitalização dos processos de atendimento e gestão na prestação dos serviços, repudia a ocorrência de tal fato, e declara que continuará firme no propósito de prestar os serviços de saúde que a comunidade espera, apesar de percalços como este. Conclama os canelenses e suas lideranças a mobilizarem-se para juntos materializarmos as mudanças necessárias.

Muito já foi feito, mas tem muito mais ainda por fazer. Que sirva de alerta e lição àqueles que, quando no poder, se acham superiores e infalíveis nas suas decisões.