Gramado sediará neste sábado aula de kangoo para mulheres que realizaram bariátrica

0
1704
Foto: Divulgação.


Com o objetivo de vencer o sedentarismo, a obesidade e a limitação, Marla Ariani de Oliveira, após ser submetida a uma cirurgia bariátrica (redução de estômago), juntamente com as outras pacientes que se submeteram ao mesmo procedimento, criaram um grupo exclusivo de bariátricas praticantes de kangoo. “Iniciamos a atividade aos finais de semana no gasômetro e hoje já temos fila de espera para fazer parte do grupo”, conta Marla.

O grupo existe desde 2020 e inicialmente era composto por 13 mulheres, todas bariátricas. O primeiro encontro foi no início de janeiro, na orla do Guaíba. “Temos uma fila de espera de mais 10 meninas, que em virtude da pandemia, por causa dos protocolos e a proibição de aglomerações ainda não puderam se juntar ao grupo inicial”, comenta.

O projeto que ocorre em Porto Alegre com meninas de várias cidades, consiste na prática de atividade física (aula de dança com as botas de kangoo) ao ar livre, seguindo todos os protocolos de segurança, incentivando a manutenção do peso, o bem estar e a autoestima. “Por muitos anos de suas vidas, estas mulheres estiveram à margem da sociedade, exclusivamente por serem obesas.”, coloca Oliveira.

Com o sucesso das aulas e a grande procura, surgiu a ideia de realizar o projeto em outras cidades para levar o incentivo à prática esportiva. A primeira cidade do interior a receber as aulas será Gramado, neste sábado, 23 de janeiro, às 14h, no Expogramado.

Conforme Marla, a aula não será aberta para a prática por quem não faz parte do grupo em função dos protocolos de higienização exigidos por causa do novo coronavírus, salvo aquelas que tiverem suas próprias botas de kangoo. “Fica o convite para as bariátricas que queriam conhecer o projeto para que compareçam para assistir ao aulão. O projeto não tem fins lucrativos, seu foco é incentivar que as pessoas pré e pós bariátricas pratiquem atividade física com regularidade”, explica ela.

Quebrando barreiras

Moradora de Gramado há quatro anos, a chef de cozinha e professora de gastronomia na Escola Senac, Larissa Corrêa da Costa Marques, com 40 anos, é uuma das integrantes do projeto Bari Satos. Para ela o grupo significa a oportunidade de ser livre e quebrar barreiras. “

Somos todas Bariátricas e hoje temos uma enorme mudança de vida! Nos apoiamos, partilhamos nossas vitórias e as nossas necessidades diárias. Agradeço imediatamente ao nosso Médico Dr. André Bigolin que através dele nos conhecemos e estamos vivenciando essa maravilha. O Kangoo era meu sonho, e a Prof. Marla realizou e me sinto honrada por seu empenho e dedicação”, diz Larissa

Além dos benefícios da atividade física, as aulas, segundo a chef de cozinha, proporcionam diversão, felicidade e realização. ” Sim, eu “borboletei” e estou nessa transformação onde me sinto realizada”, conta ela.

O antes e depois de Larissa, que hoje mantém o peso e a qualidade de vida através das aulas de kangoo. Foto: Arquivo Pessoal.

Caso queira saber mais sobre esse projeto o acesso no Instagram é @barisaltos