Gramado registra um caso suspeito de coronavírus neste sábado, 4 de abril

0
2676


O boletim epidemiológico do Centro de Operações de Emergências (COE) Gramado deste sábado, dia 4, registra um novo caso suspeito de Covid-19. Este é o único em investigação, no momento, e aguarda resultado do exame laboratorial. A pessoa está em condição de saúde estável e sob monitoramento e isolamento domiciliar. Desde 10 de março são 21 registros (dos quais 18 descartados) e dois confirmados (casos importados que evoluíram para cura).

Segundo o COE Gramado, toda a contenção e monitoramento estão sendo feitos no sentido de evitar a disseminação do vírus no município, impossibilitando que a cidade tenha casos autóctones (transmissão local).

SÍNDROMES GRIPAIS
O COE Gramado alerta para o crescimento de registros de casos de síndrome gripal (não são considerados suspeitos) no município. No dia 30 de março, por exemplo, eram 72 casos. No boletim deste sábado o número registrado é de 97. São 25 casos a mais em cinco dias. Isso reforça a importância do isolamento social e domiciliar.

A síndrome gripal se caracteriza por um conjunto de sinais e sintomas respiratórios que podem ser causados por diferentes vírus, como por exemplo pelo H1N1, H3N2, sincicial e também pelo SARS-COV-2 (que causa a Covid-19).

Segundo o COE Gramado, em decorrência da pandemia de Covid-19, há um monitoramento mais aprofundado dos casos de síndromes gripais para que seja prestado atendimento oportuno aos pacientes com quadro respiratório agravado, sobretudo por outras doenças (comorbidades) ou envelhecimento.

Como não há disponibilidade de testes da Covid-19 para toda população, o acompanhamento frequente dos casos de SG pelos profissionais de saúde e o isolamento do paciente e seus contatos domiciliares por 14 dias é uma medida de enfrentamento e cuidado importante dos casos de síndromes gripais e da redução da disseminação dos vírus respiratórios.

RESUMO DE SÁBADO, DIA 4 DE ABRIL
1 caso suspeito
18 casos descartados
2 casos confirmados (ambos importados que já estão curados)
Total de 21 casos investigados desde o dia 10 de março