Gramado recebe apenas 80 doses da CoronaVac e pessoas serão chamadas para tomar a segunda dose

0
547


Assim como ocorre em vários municípios brasileiros, as remessas de doses da CoronaVac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac, tem sido insuficiente para garantir a segunda dose as pessoas com 60 anos ou mais. Na 16ª remessa de vacinas que Gramado recebeu nesta terça-feira (05) constam apenas 80 doses do imunizante. O Instituto admitiu que atrasaria em alguns dias a entrega de novas doses, começando no dia 3 de maio e estendendo o prazo final para 10 de maio.

Para garantir que não hajam filas nos postos de saúde, a Prefeitura de Gramado, por meio da Secretaria da Saúde e Vigilância em Saúde, fará o contato com as pessoas que aguardam há mais tempo a chegada da segunda dose da CoronaVac. “Não é um problema exclusivo de Gramado, o mesmo ocorre em praticamente todas as cidades gaúchas. Houve a determinação do Ministério da Saúde para que os municípios aplicassem todas as doses existentes”, explica o secretário da Saúde, Jeferson Moschen.

As demais pessoas serão contempladas quando chegarem novos lotes de vacinas.