Gramado: programação da Semana do Meio Ambiente segue nesta quarta-feira

0
435
Foto: Prefeitura de Gramado.


A programação da 17ª Semana do Meio Ambiente promovida pela Prefeitura de Gramado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, segue nesta quarta-feira (09), com ações através das plataformas digitais e presencial na Rua Coberta com recolhimento de pilhas, eletrônicos e óleo de cozinha, além da distribuição gratuita de mudas de árvores nativas, das 9h às 16h. A programação vai até sexta-feira (11), com o lançamento de cartilhas no site da Prefeitura de Gramado, www.gramado.rs.gov.br, na aba Secretaria de Meio Ambiente e documentos ou através dos links abaixo.

Cartilha Gerenciamento dos Resíduos nos Condomínios

Cada cidadão brasileiro produz em média 1 quilo de resíduos sólidos urbanos diariamente. Por isso é tão importante o correto gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos nas cidades e, tendo em vista que alguns condomínios possuem a mesma dimensão de bairros, merecem especial atenção.

A gestão dos resíduos sólidos em condomínios é fundamental para evitar que o condomínio tenha problemas na oferta dos resíduos à coleta pública e venha a sofrer penalidades legais por descumprir a legislação ambiental do município.

Com isso, a responsabilidade pela gestão dos resíduos sólidos é de quem gera os resíduos. Logo os administradores dos condomínios ou os condôminos são responsáveis pelo correto gerenciamento dos resíduos gerados em seus condomínios.

A tarefa de planejar e gerenciar os resíduos sólidos gerados é um dever que geralmente recai sobre os síndicos e administradores. Pensando nisso, a Secretaria do Meio Ambiente elaborou uma Cartilha sobre o Gerenciamento dos Resíduos nos Condomínios https://bit.ly/350FsiO, para orientar sobre a adequada separação, acondicionamento e disposição dos resíduos sólidos domiciliares, prevendo bons hábitos para auxiliar a discussão.

Para o gerenciamento eficiente dos resíduos sólidos gerados pelos condôminos é necessário que a separação dos resíduos sólidos comece dentro das residências, pelos próprios moradores, até seu descarte correto ou destinação final feita pelo condomínio.

Basta lembrarmos que atualmente há uma demanda por práticas mais sustentáveis pelos consumidores. Condomínios que apresentam práticas sustentáveis se destacarão no mercado imobiliário, além de evitar possíveis gastos e sanções ambientais.

A Cartilha sobre Gerenciamento dos Resíduos nos Condomínios é um material educativo e orientativo para nortear os planos de gerenciamento de resíduos em condomínios, sendo que os envolvidos devem avaliar periodicamente o plano adotado em busca dos melhores resultados.

Cartilha Criação Ilegal de Animais Silvestres

O comércio de animais silvestres como bichos de estimação é uma das maiores ameaças para a fauna em todo o mundo. Em Gramado não é diferente.

De toda a enorme gama de espécies da fauna existente no país, os brasileiros têm predileção pelas aves. Os animais da ordem Passeriformes, popularmente conhecidos como passarinhos, e dos Psitaciformes, grupo que inclui as araras, os papagaios e os periquitos, são os preferidos para serem criados ilegalmente em gaiolas e viveiros https://bit.ly/3gniuaS.

A maioria das pessoas não está ciente do sofrimento vivido pelos animais silvestres que são comercializados e mantidos como pets, os quais são impedidos de viverem no ambiente natural e seguir seus instintos.

Esses animais silvestres são de espécies que não passaram pelo processo de domesticação, portanto, têm seu comportamento selvagem e instinto suprimidos, uma vez que as condições oferecidas pelo cativeiro não satisfazem as necessidades essenciais e de bem-estar deles. Para vivenciarem seu comportamento natural, os animais silvestres têm necessidades muito específicas de dieta e de ambiente que são desconhecidas da maioria das pessoas.

Logo, é necessário esclarecer a diferença entre animais domésticos ou domesticados e silvestre para entender o porquê você não deve optar pela criação de animais silvestres. Veja:

Animais domésticos ou domesticados são os cães, gatos, cavalos, porcos, galinhas, ovelhas, vacas, entre outros, cujas espécies foram selecionadas pelos humanos, privilegiando características específicas, ao longo de muitas gerações, fazendo com que se diferenciassem das espécies que deram origem a elas, tanto em sua aparência (fenótipo) quanto nos genes (genótipo), sendo devidamente preparadas para o convívio com os humanos.

Animais silvestres são os papagaios, passarinhos, macacos, tartarugas, tatus, quatis, veados, ou qualquer outra espécie que possua função ecológica no ambiente natural. Ressalta-se que mesmo mantido em residência e/ou com possibilidade de mansidão, as espécies silvestres permanecem com instintos selvagens e necessidade muito específicas de dieta e ambiente. Além disso, os animais silvestres não passaram pelo processo de domesticação, ou seja, mesmo os nascidos em cativeiro ainda mantêm as mesmas necessidades e comportamentos de um animal selvagem, o que os tornam inadequados para serem mantidos em um ambiente doméstico.

A criação ilegal de animal silvestre sem autorização do órgão ambiental competente é crime ambiental. Não compre animais silvestres. Criá-los como bichos de estimação é cruel e causa desequilíbrio aos ecossistemas, aos cofres públicos e a saúde da população.

Se você tem um animal silvestre ilegal, que foi retirado da natureza, entre em contato com a Secretaria do Meio Ambiente (54) 3286-0233, com o Pelotão Ambiental Canela – PATRAM (54) 3282-8560 ou o IBAMA (51) 3214-3401. Está na lei: a entrega voluntária faz com que você não sofra qualquer punição legal (processo criminal e multa). Denuncie a venda, criação ilegal e a caça de animais silvestres.