Gramado celebra os 45 anos do Festival de Cinema

0
1624


O Festival de Cinema de Gramado comemora em 2017, 45 anos de realizações ininterruptas. A abertura da edição deste ano ocorreu em grande estilo. Os holofotes e atenções da festa da sétima arte estavam voltados para a Rua Coberta (Madre Verônica), no coração da cidade.

Orquestra Sinfônica de Gramado apresentou concerto com trilhas sonoras de sucesso de Cinema. Foto: André Aguirre

A cerimônia que marcou oficialmente o início da mostra cinematográfica ocorreu na quinta-feira, 18 de agosto, às 17 horas. A solenidade foi marcada pela apresentação da Orquestra Sinfônica de Gramado sob a regência de Bernardo Grings com a participação especial do mundialmente conhecido maestro João Carlos Martins. O concerto teve um repertório somente com trilhas sonoras de sucesso do cinema, como os temas de Piratas do Caribe e o Último dos Moicanos.

Maestro João Carlos Martins fez uma apresentação especial. Foto: André Aguirre

João Carlos Martins é o personagem que deu origem ao filme “João, o Maestro”. O longa sobre a sua trajetória será a projeção de abertura do Festival. “Eu perdi as mãos para o piano, mas vendo esse maestro (Bernardo Grings) e esses músicos maravilhosos, eu digo que a música venceu”, afirmou emocionado.

A primeira noite da mostra competitiva terá a exibição de “O Matador”, de Marcelo Galvão, primeira produção Original Netflix para o Brasil, que está na disputa pelo Kikito na categoria de longas brasileiros. O 45º Festival de Cinema encerra no dia 26 de agosto.

Manifestações de agradecimento e incentivo audiovisual

Edson Nespolo, presidente da Gramadotur. Foto: André Aguirre

Nos discursos da solenidade de abertura, o presidente da Gramadotur, Edson Nespolo destacou a contribuição de todas as pessoas envolvidas na produção e execução do evento ao longo de mais de duas décadas de realizações.

“Celebrar 45 anos é ressaltar o trabalho de muitos, a homenagem que faremos mais tarde no Palácio dos Festivais nada mais é do que fazer justiça e reconhecer o trabalho de quem a 45 anos concebe o Festival de Cinema de forma ímpar. Quero ressaltar o trabalho de muitos anônimos que ajudaram ao longo dos 45 anos, obrigado pela colaboração de cada um deles, por isso que Gramado cresce e vai para a frente, ” disse Néspolo.

Ele também frisou que o Festival de Cinema é uma competição cinematográfica muito concorrida. “Nós tivemos mais de 700 filmes escritos e nós chegamos a uma seleção final de sete curtas nacionais e sete estrangeiros. A seleção foi bem rigorosa e quem chegou até o final tem os seus méritos,” declarou Néspolo.

Vitor Hugo, secretário estadual de Cultura  

O chefe do Executivo gaúcho, José Ivo Sartori (PMDB), foi representado pelo secretário de Cultura do Estado, Vitor Hugo. “Acho que não faço favor, faço justiça se digo que a comunidade gramadense é exemplo de senso comunitário, de realização comunitária para o Rio Grande e para o Brasil. Gramado tem uma conjugação de cultura e turismo, que é modelo, que é referência e emblema para o Brasil e para o Rio Grande,” elogiou Vitor Hugo.

“O aplauso do público é a força para o que vai brilhar na tela, viva o cinema nacional, viva o cinema latino americano, viva a produção do cinema brasileiro aqui no Rio Grande do Sul. Gramado escreve a história dos primeiros 45 anos de Festival, parabéns a vocês” finalizou o secretário de Cultura.

Anfitrião, Fedoca Bertolucci (Prefeito de Gramado)

O anfitrião do festival, prefeito Fedoca Bertolucci

O prefeito de Gramado, Fedoca Bertolucci (PDT) enalteceu a presença e participação do maestro João Carlos Martins. Fedoca foi sucinto nas suas declarações. “Um belo concerto e um rico Festival a todos. Parabéns ao cinema brasileiro e latino-americano, viva o nosso Festival de Gramado”, concluiu Fedoca.

PROGRAMAÇÃO DE 18 DE AGOSTO (Sexta-feira)

Palácio dos Festivais (19horas)

Longa Metragem de Abertura | JOÃO, O MAESTRO, de Mauro Lima (104’)

HOMENAGEM 45 ANOS FESTIVAL DE CINEMA DE GRAMADO AOS GRAMADENSES

LMB | O MATADOR, de Marcelo Galvão (107′) *sessão com audiodescrição