Gramadense que tinha saído para caçar é encontrado morto no Rio Santa Cruz

0
7202
Jurandir era morador do bairro Dutra e tinha o hábito de caçar. Foto: Divulgação.


Ao apurar a informação de que havia um homem morto junto a Ponte do Raposo (na divisa com Caxias do Sul), na Linha São Roque, em Gramado, na manhã desta terça-feira, 22 de agosto, a Polícia Civil acabou localizando o corpo de Jurandir Trein de Moura, 33 anos.

A vítima estava com um grave corte no pescoço, com profundidade que quase desprendeu a cabeça do restante do corpo.  Jurandir residia no bairro Moura e estava desaparecido desde a noite de segunda-feira, dia 21. O corpo foi localizado boiando no Rio Santa Cruz.

Um levantamento preliminar da Polícia Civil encontrou vestígios de sangue sobre a ponte, o que pode ser um indicativo de que o rapaz foi morto no local e posteriormente jogado nas águas do rio. Essa suspeita somente poderá ser confirmada com laudo de pericial, o qual irá apontar se ele morreu com o impacto da queda ou se foi assassinado sobre a ponte.

Conforme familiares, Jurandir tinha o hábito de caçar e na segunda-feira, dia 21, ele tinha saído para caçar acompanhado somente do seu cachorro, sem informar qual seria o seu destino.

Jurandir deixou esposa e três filhas

A esposa da vítima contou a familiares que por volta das 6h30min de terça-feira, dia 22, percebeu que apenas o cão que estava com Jurandir tinha retornado para casa. “O cachorro apareceu, mas ele não” relatou posteriormente a irmã da vítima em um grupo de whatsapp da família. Jurandir não possuía telefone celular. O rapaz trabalhava como autônomo com gesso residencial. Ele deixou esposa e três filhas.

Jurandir será sepultado no cemitério da Linha 28 nesta quarta-feira, 23 de agosto, às 15h30min. Como o corpo dele foi localizado às margens do Rio Santa Cruz, em Vila Oliva, a morte de Jurandir será investigada pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Caxias do Sul (DHPP).