Gramadense na Copa: Paulinho Rahs cruza o mundo para ver a seleção brasileira

0
3745
Paulinho esteve presente na partida onde o Brasil ganhou da Sérvia por 2x0, no Spartak Stadium, em Moscou. Foto: Arquivo Pessoal.


Foram 15 horas e meia de avião até Moscou, capital da Rússia, uma das cidades que está sediando a Copa do Mundo 2018. O gramadense e gremista fanático Paulo Roberto Junior, mais conhecido como Paulinho Rahs, viajou por horas no último sábado, 23 de junho, para acompanhar a Copa e a seleção brasileira de perto.

Na Praça Vermelha, uma famosa praça em Moscou, o gremista colocou a faixa do Consulado do Grêmio de Gramado. Foto: Arquivo Pessoal.

“Saímos de Porto Alegre no sábado, 23 de junho e na segunda-feira, dia 25, chegamos em Moscou. Daqui vamos para várias cidades, em cada uma vamos assistir a um jogo”. Ele conta que a viagem terá um total de 20 dias. No dia 10 de julho, assistirá a semifinal e dia 13, estará de volta em Gramado.

Há cerca de dois anos ele se prepara para ir à Copa do Mundo na Rússia. Foi através dos grupos de whatsapp que começou a incentivar e convidar os amigos. “Desde criança queríamos isso, sempre falamos que um dia íamos fazer. Há uns dois anos eu comecei a falar de “bobeira” nos grupos que ia para copa e um amigo meu disse que vinha comigo. A partir disso nos organizamos”.

Desde o final de dezembro de 2017 eles começaram a  reunir-se para reservar a estadia, comprar as passagens aéreas e fazer o roteiro. Em março de 2018, quando a Fifa abriu a venda direta de ingressos, eles imediatamente realizaram a compra. “Os ingressos foram chegando ao longo dos meses. Recebemos nosso último ingresso, uma semana antes da gente embarcar, mas deu tudo certo” comenta aliviado.

Uma experiência maravilhosa

Paulinho beija uma cabra em meio a uma das ruas, na Praça Vermelha. Foto: Arquivo Pessoal.

É como o gramadense descreve sua viagem para a Copa. Há seis dias na Rússia, Paulinho Hahs comenta que já viajou para vários lugares do mundo, mas que esta viagem, está superando todas as outras que fez. “Uma das melhores viagens que já tive na vida. Durante o dia, fazemos um pouco de turismo. A noite, vamos aos estádios ver os jogos ou assistimos as partidas que não temos ingresso em um bar, com os torcedores de outros países”. Para ele, o fato de conhecer novas pessoas e fazer novos amigos está tornando a experiência fantástica. “Os russos estão sendo receptivos e calorosos”, diz entusiasmado.

Ele conta que todos os momentos estão sendo

Em frente a Catedral de São Basílio, com a réplica da taça que levou para viagem. Foto: Arquivo Pessoal.

ótimos e que geralmente está com a bandeira do Rio Grande do Sul ou camiseta do Grêmio. “O pessoal pergunta o que é, quando eu falo sobre o Grêmio ou Porto Alegre vejo que mostram conhecimento . Isso está sendo muito legal!”, destaca o gremista.

Copa do Mundo dos Torcedores

O gramadense ficou sabendo através do responsável que organizou o time dos torcedores do Brasil, que aconteceria a Copa do Mundo dos Torcedores, um evento paralelo a Copa do Mundo 2018. “O cara que foi designado para montar a seleção brasileira nos conhecia e sabia que gostávamos de jogar futebol”.

Na terça-feira, 26 de junho, Paulinho participou de uma partida de confraternização entre as torcidas da Córeia e Brasil. Foto: Arquivo Pessoal.

O evento aconteceu no Park Of Legends e contou com a participação das torcidas do Brasil, Coreia, Colombia, Dinamarca, França, Germania, Russia e Servia. O Brasil ficou em segundo lugar e a Russia em primeiro.

Paulinho chegará em Gramado na sexta-feira, 13 de julho, às 23 horas.