Ginásio da Vila Olímpica está próximo de ser entregue para a comunidade

0
1934
O Ginásio terá a primeira quadra de futebol society de Gramado. Foto: Cid Guedes.


A comunidade do Bairro Várzea Grande em breve contará com mais uma estrutura de lazer. O Ginásio Poliesportivo da Vila Olímpica segue com as obras em ritmo acelerado e deverá ser concluído nos próximos meses. O espaço possuirá uma quadra poliesportiva, para prática de esportes como futsal, voleibol, handebol, entre outros, uma quadra de futebol society, a primeira pertencente ao Município, além diversas salas que poderão abrigar desde projetos sociais até repartições públicas.

A mão-de-obra está sendo feita em grande parte por moradores de Gramado. Cerca de 30 trabalhadores que residem na cidade estão realizando a conclusão do Ginásio. Os materiais utilizados, na sua maioria, também são adquiridos em lojas do Município.

Para o prefeito de Gramado, João Alfredo Bertolucci (Fedoca-PDT), além da revitalização da praça, “com o advento da pista de caminhada, quadras de basquete, futebol e vôlei, parque infantil com alto padrão de qualidade, melhorias no campo de futebol (como drenagem e replantio de grama), até então inexistentes, estaremos concluindo até julho o Ginásio da Vila Olímpica, o qual, por sua expressão, constituirá um marco para a Várzea Grande, Gramado e Região”, reconhece Fedoca.

Prefeito e o secretário de Esporte e Lazer conferem a obra. Foto: Lucas Rodrigo/GN.

O secretário de Esporte e Lazer, Jacó Schaumloeffel (PDT), reconhece a importância da obra para Gramado e destaca o empenho e participação de várias secretarias neste processo. “Com este ginásio, nós poderemos buscar eventos esportivos de nível nacional e internacional, ele vai ser utilizado pela comunidade, vamos poder levar competições para o Bairro Várzea Grande e ampliar os projetos sociais esportivos. Será uma grande oportunidade de melhorarmos ainda mais o esporte de Gramado”, avalia o secretário.

O secretário comunica que o material para construção das quadras já está disponível. Assim, nesta semana inicia a instalação das quadras poliesportiva de grama sintética.

Mais de 4 milhões foram investidos pelo Município

A obra conta com recursos federais e municipais. De acordo com a secretária de Governança e Desenvolvimento Integrado, Simone Bender, o ginásio tem um histórico que iniciou no ano de 2012, quando foi assinado o primeiro contrato com a Caixa Econômica Federal no dia 25 de setembro. “O segundo contrato foi assinado em 12 de agosto de 2013, porém a ordem de início do primeiro foi em junho de 2015 e do segundo foi em junho de 2014, lembrando que as obras tinham como finalidade trazer equipes para a Copa do Mundo em 2014”, detalha a secretária.

Segundo os números repassados pela pasta, o valor total investido na obra é de R$ 9.582.706,53, sendo R$ 5.475.353,16 proveniente de recurso federal e R$ 4.107.353,37 pagos pelo Executivo.

A secretária de Governança destaca a complexidade da obra em função dos vários contratos executados em diferentes momentos e utiliza como exemplo a estrutura de concreto pré-moldado, estrutura metálica do telhado e obras civis.

Até o momento, considerando os dois contratos, foram executados 86,4% da construção que estava prevista para ser finalizada em 30 de junho de 2020. Mas, em função da paralisação das obras em abril, foi solicitada a prorrogação do prazo a Rede Legislativa de Governança e Gestão (Regov).

Na visão da secretária, a obra está sendo um grande desafio. “Tivemos uma rescisão contratual em 2019, que não esperávamos, reprogramamos o contrato com a Caixa e estamos na fase final de acabamentos”, complementa Simone Bender.

Foto interna.