Genro e nora administravam ponto de tráfico em Canela

3
2114
Ponto de tráfico funcionava no bairro São Luiz. (Fotos: Brigada Militar/Divulgação)


No combate ao tráfico de drogas, a Brigada Militar (BM) de Canela realizou mais duas prisões na tarde de quinta-feira, 18 de janeiro.  Foram detidos no bairro Saiqui um homem e uma mulher (22 e 34 anos).

Eles assumiram a venda de entorpecentes após o companheiro dela ter sido transferido para o regime fechado do sistema prisional. Somente no mês de janeiro, a BM atingiu 21 prisões por comercialização de drogas.

No dia 4 deste mês, quando a corporação prendeu quatro detentos do regime semiaberto do Presídio de Canela por tráfico, no bairro São Luiz, responsáveis pela comercialização de drogas em Canela, inclusive dentro da cadeia, os policiais militares já sabiam que o local onde seria o ponto de distribuição era a casa de um dos apenados.

Movimentação intensa

Mesmo com a transferência do traficante para o regime fechado do presídio, a Brigada constatou que o movimento no local não diminuiu. Ainda o ponto estava abastecendo diversos outros traficantes da cidade. Conforme a BM, várias denúncias davam conta que quem estava administrando o negócio ilícito seria a esposa do preso e seu genro.

Segundo a força de segurança, a movimentação de clientes no local seguiu intenso. A chegada de clientes a bordo de veículos ao ponto de tráfico foi filmado pela BM.

Por volta das 17 horas, o Pelotão de Operações Especiais (POE), abordou esses carros quando deixavam o local. Nos veículos, o POE encontrou os entorpecentes que os usuários haviam adquirido no ponto de tráfico gerenciado pelo genro e a nora.

Vários veículos foram abordados na ação policial

Ela foi abordada e presa após sair da casa com um usuário em um automóvel. Na residência foi preso o genro dela. Escondida nas britas da entrada do terreno, onde há uma obra em construção foram encontradas 22,5 gramas de cocaína, conhecida como escama de peixe, considerada a mais pura.

Ainda uma balança de precisão e grande quantia em dinheiro. Eles foram presos em flagrantes e conduzidos a Delegacia juntamente com dois usuários, qualificados como testemunhas.

Venda de drogas foi filmada

Também foi entregue filmagens, onde é possível visualizar o acusado indo até os veículos pegar o dinheiro, entrar em casa e na sequência retornar e entregar a droga para o usuário.

A comandante do POE, capitã Cláudia Maldaner destaca o trabalho que a Brigada Militar vem realizando no combate ao tráfico de drogas, uma vez que este tipo de crime tem relação com a prática de outros delitos, como furtos, roubos e receptações.

“São 21 prisões pelo crime realizadas em 18 dias. Isto mostra o empenho e dedicação dos policiais militares e nossa preocupação com este problema. Devido a inúmeras denúncias que estamos recendo de tráfico de drogas, o POE vem intensificando as operações no município”, conta a oficial.

Dinheiro e 22,5 gramas de cocaína foram apreendidos

3 COMENTÁRIOS

  1. That is really attention-grabbing, You’re a very
    skilled blogger. I’ve joined your rss feed and look forward
    to in the hunt for more of your great post.
    Additionally, I’ve shared your web site in my social
    networks

Comments are closed.