Flutua pesado

0
516


um vento varreu a credulidade
que até então
ninguém tinha se dado conta que tinha
como assim,
achar sete chaves nas redondezas
antes de amanhecer?
todos estavam boquiabertos.
Renan foi o primeiro a falar:
“meu irmão, sabia que ia dar bom colar
lá no Thiago!
se liga nessa viagem frita de duendes, maluco!
tó, meu corpo é seu, duendada,
tô arrebatado!”
e se jogou no chão pra fazer cena
no meio da praça Major Nicoletti.
quem conhece,
sabe que a praça é habitada por sapos
e um pulou no Renan
o que o fez levantar imediatamente,
com um grito escandaloso
os outros riram alto –
“deu, a natureza tomou hahaha!” falou Thiago
o
rosto de Jorge
estava iluminado por um sorriso quase infantil
e com um olhar perdido,
como se estivesse em transe.
Robledo não demorou um segundo
para se meter no êxtase do outro,
em meio aos protestos que Minnie e Thelma faziam
para que não machucassem o tal do sapo:
“ei,
Jorgito,
chapou nas ideia?”
“cara, eu sempre quis viver uma coisa como
essa, saca?”
“saco não, meu, essa dica não faz
o menor sentido”
“não? flutua pesado o guardião das chaves?
ele tá aqui do lado, cara”