Fiscais da Prefeitura de Gramado apreendem 88 cigarros eletrônicos

0
335
Foto: Prefeitura de Gramado.


Atendendo à legislação em vigor e a proibição da comercialização pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Prefeitura de Gramado, por meio da Secretaria da Fazenda, realizou na noite de sexta-feira (20), a apreensão de 88 cigarros eletrônicos. Os agentes receberam a denúncia que um homem estaria comercializando os dispositivos eletrônicos livremente na região Central. A apreensão contou com apoio dos agentes infiltrados que monitoram os espaços a pedido do prefeito Nestor Tissot.

Segundo os fiscais, os cigarros estavam sendo comercializados por R$ 110 cada. Na ocasião, o homem, de Balneário Camboriú, Santa Catarina, que estava na presença de outra jovem, assinou o termo de apreensão e terá que pagar um multa de R$ 3.240,42 e teve toda a mercadoria apreendida. Os eletrônicos serão encaminhados para a Vigilância Sanitária, pois não possuem autorização para importação, venda e estão proibidos através da Resolução da Diretoria Colegiada nº 46/2009 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

De acordo com estudos, os dispositivos do cigarro eletrônico são 1,4 mil vezes menos cancerígenos do que o cigarro convencional, mas contém diversos produtos químicos que podem trazer danos à saúde, como o nitrosamina e dietilenoglicol, substâncias cancerígenas que servem para dar sabor ao fumo. Por isso, o cigarro eletrônico está proibido no Brasil. Segundo a American Medical Association, o uso de cigarros eletrônicos e vaporizadores nos EUA está associado a mais de 2000 casos de doenças de pulmão e a mais de 40 mortes.