Festival de Cultura e Gastronomia: Comida de rua tem opções vegetarianas e vegana

0
169
Restaurante Colosseo preparou um sanduíche de grão de bico. Foto Cleiton Thiele/SerraPress.

Segundo pesquisa do Ibope realizada em 2018, 14% da população se declara vegetariana. Os números mostram um crescimento de 75% em relação a 2012, o que equivale a cerca de 30 milhões de pessoas. Há quem faça a opção porque procura uma alimentação mais leve, com melhor desempenho para a saúde,  porque deseja diminuir o impacto da criação de animais no planeta, ou ainda, por respeito a todas as formas de vida. Entre os que comem carne, 63% demonstram o interesse em diminuir a quantidade, segundo pesquisa da Datafolha de 2017. São muitas as motivações e o Festival de Cultura e Gastronomia está atento a todas elas. E é por isso que quem procura opções sem carne ou sem produtos de origem animal, também encontra receitas elaboradas e saborosas nas bancas de comida de rua. 

O Restaurante Colosseo preparou um sanduíche de grão de bico, já o SanTao oferece um tofu grelhado no azeite, com molho tarê acompanhado de salsa de abacate e chips de batata doce. O Esperienza Bistrot aposta no milho, ingrediente que usa na massa dos bolinhos recheados com queijo catupiry acompanhados pelo trio de molhos de frutas vermelhas com redução de vinho chileno, aioli de coentro e maionese de alho defumado. Já para os apaixonados por pizza, o Il Piacere tem a versão de mussarela com manjericão. Os cogumelos, em diferentes versões, também fazem a festa. A Cantina Pastasciutta preparou um hambúrguer de cogumelos, já o Bistrô Pastasciutta serve iscas de funghi grelhadas com cebola, pimentão, tomate e temperos chilenos, abacate e sopaipillas fritas, que são um tipo de pãozinho frito, popular durante o inverno no Chile. Os clássicos risotos também brilham. O Belle Vitrine tem as opções de risoto de funghi ou de legumes, e o Di Pietro elaborou a versão com cogumelos frescos, queijo parmesão e crisps de alho poró.