Feijoada solidária visa R$ 72,5 mil para a segurança

0
83
Lançamento oficial do evento ocorreu na quarta-feira, dia 13, no Restaurante Forneria di Como, do Wish Serrano, em Gramado, (Fotos: Cleiton Thiele)

Turismo,
hospitalidade,
gentileza
e
acolhimento.
Estas são algumas palavras-chave que podem definir a Região das
Hortênsias e os cidadãos que a transformaram em uma referência
para o Brasil. Mas com a III Feijoada da Solidariedade uma nova
expressão se soma a estas: envolvimento.

Lançado oficialmente na quarta-feira, dia 13, no Restaurante Forneria di Como, do Wish Serrano, em Gramado, o evento beneficente reafirma sua proposta de reunir 700 convidados no almoço marcado para o dia 6 de abril, às 13 horas. O encontro será, também, no Wish Serrano.

A expectativa desta edição é de arrecadar, no mínimo, R$ 72,5 mil. A verba será integralmente destinada ao Movimento Comunitário de Combate à Violência (Mocovi), que distribuirá os valores de forma igualitária entre a Brigada Militar de Gramado e de Canela e a Polícia Civil de Gramado e de Canela.

O presidente da instituição em Gramado, Sandro Bazzan, reitera a necessidade de toda a população se envolver com a segurança pública regional – já que esta também é uma responsabilidade comunitária. “A Feijoada é um momento de união, de participação, que nos dá esperança. Assim, com o envolvimento de tantas pessoas, percebemos que o nosso trabalho está no caminho certo. A sociedade quer um ambiente mais seguro e está fazendo a sua parte”, pontua Bazzan. “E quem quiser fazer parte deste movimento está muito convidado para esta edição”, atesta o presidente do Mocovi.

É
bom saber que não estamos sozinhos”

Os integrantes das comissões da III Feijoada da Solidariedade são voluntários – e todos os itens e participações no evento são doadas por pessoas e empresas da região. Ou seja: não há custos, em dinheiro, para a realização da Feijoada. Esta dedicação comunitária é um dos aspectos mais relevantes do evento, segundo o que considera a idealizadora e coordenadora geral da Feijoada da Solidariedade, Rozangela Allves. “Com o auxílio de cada um, acabamos chegando muito longe. E queremos mais! Por isso é muito bom saber que não estamos sozinhos nesta jornada”, pontua.

O gerente operacional do Wish Serrano, em Gramado, Henrique Castro, que disponibilizou as instalações do resort para o evento, também confirma a necessidade de a população se envolver. “Prestamos todo o apoio que for necessário. Queremos que todos gostem do almoço e nos anos seguintes continuem participando”, assegura.

COMO
GARANTIR O SEU CONVITE?

Os convites têm o valor de 100 reais por pessoa. Crianças até cinco anos não pagam, e para as que têm entre cinco e 12 anos o preço é de 50 reais. Neste custo não estão incluídos o estacionamento e as bebidas. Os convites podem ser adquiridos com a comissão organizadora (listada abaixo) ou por meio do Facebook e do Instagram.

SERVIÇO

O quê: Feijoada da Solidariedade

Onde: Wish Serrano

Quando:
6 de abril, às 13 horas

Ingresso: 100 reais

Informações: Facebook e Instagram @feijoadadasolidariedade

COMISSÕES 2019

Alimentos: Josiano Schmitt, Margarete Lucca e Henrique Castro

Vendas: Vladimir Medeiros e Claudia Maldaner

Financeiro: Claudia Maldaner

Comunicação: Fábio Schmatz, Letícia Rossa, Fabiana Costa

Logística: Jorge Mascarin, Lemartine Venzo e Henrique Castro

Decoração: Robriane Dalsin e João Corrêa

Recepção: Silvana Schein

Coordenação geral: Rozangela Allves

Músico Carlos Pinheiro, delegado regional de Polícia Civil, Heliomar Franco e Vladimir Medeiros delegado de Policia de Canela.

Josiano Schmitt, da Comissão de Alimentos, e delegado de Gramado, Gustavo Barcellos.

Gerente geral do Wish Serrano, Gustavo Alves, gerente operacional, Henrique Castro, Chefe do Estado Maior do 1º BPAT, capitã Cláudia Maldaner, e o delegado regional de Polícia Civil, Heliomar Franco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here