Evento em Gramado discute a Resiliência Urbana.

0
1127


O deputado estadual João Reinelli, presidente da Comissão Especial do Rio Grande Resiliente, formada por 11 deputados de todas as bancadas da Assembleia Legislativa, estará no próximo dia 18, às 17h, no auditório da Prefeitura Municipal, em Gramado, para falar sobre a importância que o tema resiliência ganhou nos últimos anos na gestão urbana. Resiliência é a capacidade de recuperação e adaptação de uma cidade ao enfrentar eventos adversos, sejam eles problemas sociais – desemprego, violência, déficit de moradia –, sejam desastres naturais como secas, vendavais, furacões, inundações. E, em um cenário que prevê o crescimento populacional, em paralelo às mudanças climáticas já em curso, é preciso repensar o futuro.

No planejamento de uma cidade, tendo em vista aspectos como infraestrutura e crescimento, é preciso considerar os impactos que podem afetar o meio urbano. Para isso, o deputado Reinelli propõe que as cidades gaúchas formem comitês locais, que tenham a participação de segmentos da sociedade para que colaborem com o poder público e para que, juntos, apontem as vulnerabilidades e os riscos que correm, elaborando estratégias locais de resiliência e planejamento, executando ações preventivas para enfrentar problemas como tensões, choques e transformações constantes.

Através da busca por iniciativas que pudessem contribuir para a elaboração de uma proposta com abrangência estadual, o parlamentar identificou no projeto POA Resiliente, da cidade de Porto Alegre, o exemplo para compartilhar o conceito com os demais municípios gaúchos. Em 2013, a Fundação Rockefeller, organização não governamental e beneficente norte-americana, lançou um desafio chamado “100 Cidades Resilientes”, através do qual está auxiliando mundialmente na implantação de planos para a resiliência urbana. No Brasil, fazem parte do projeto as cidades do Rio de Janeiro, Salvador e Porto Alegre.

A capital gaúcha apresentou, no começo de 2016, o documento com sua Estratégia de Resiliência para cinco áreas prioritárias: Diversificação da Economia, Bem Viver, Mobilidade Humana, Riscos e Regularização Fundiária, definidas através de uma metodologia de trabalho que incluiu consultas às comunidades e a especialistas.

“Nossa proposta é ampliar o projeto POA Resiliente para as demais cidades do Rio Grande do Sul. Este é um tema atual, necessário não só para enfrentar as crises, mas para preparar as cidades e incentivar a cultura da resiliência, da prevenção”, sustenta Reinelli.

Quarta-feira, dia 18 de abril
Horário 17h.
Auditório da Prefeitura Municipal de Gramado.
Avenida das Hortênsias, 2029.