Espiritualidade X Ansiedade

0
375

Considerando quantidade de informação, na qual estamos expostos, não há como não vivenciar um grau maior de ansiedade e como consequência disso, a espiritualidade fica minimizada, ao ponto de ser negligenciada. Esse mecanismo é um dos fatores que propicia o adoecimento em muitas pessoas.

E aí, vai continuar assim ou aceita uma mudança no estilo de vida? Essa é outra pergunta que faz aumentar o grau de ansiedade, porém o objetivo é induzir a uma reflexão, no sentido de encarar um processo de mudanças necessária para melhorar a qualidade de vida.

Uma síntese do que é ansiedade diz que é um grande mal-estar físico e psíquico; aflição ou agonia; um desejo veemente e impaciente; falta de tranquilidade; receio. No estágio de psicopatologia, significa um estágio afetivo penoso, caracterizado pela expectativa de algum perigo eminente, indeterminado e impreciso. Dessa forma, a pessoa se julga impotente e indefeso.

Aos que sabem como dirigir veículos, o mecanismo da ansiedade é algo semelhante ao pilotar um carro com o freio de mão meio puxado. Nessa situação o que se pode esperar do veículo durante longo percurso? Danos mecânicos, não é? O mesmo ocorre com o ser humano, tem um desejo veemente e impaciente e nada faz para mudar “o inconsciente freio de mão”.

Somente tratamento medicamentoso não é suficiente, pois necessário é, fazer psicoterapia em paralelo ou submeter-se a um processo de desenvolvimento da espiritualidade, que não necessariamente esteja ligado a religiosidade, porém é o que predomina.

Sobre espiritualidade, uma síntese que esclarece, diz que é a qualidade do que é espiritual ou a característica do que tem ou revela intensa atividade religiosa ou mística; para quem não tem vínculos religiosos ou místico, espiritualidade é: elevação, transcendência, uma visão metafísica ou sublimidade, dos contextos onde nos encontramos. Isto significa identificar qual é o “meu papel” nos diferentes contextos onde me encontro, por exemplo: no contexto familiar, se homem e tem filhos, o papel é de pai, mas se este mesmo homem estiver no trabalho, pode ser um líder de equipe ou apenas um colaborador.

Sugestão: procure identificar seu papel ou como se comportar nos diferentes contextos do seu cotidiano e boa sorte.