Em ação inédita, Câmara de Gramado adere ao movimento Eles por Elas

0
428


Envolver os homens como parceiros para a solução de algumas das maiores violações de direitos humanos: a desigualdade de gênero. Esta é a principal finalidade do movimento Eles por Elas (He for She), da ONU Mulheres, que pretende incentivar um mundo mais justo e mais igual para cidadãos e para cidadãs.

É com este propósito que, em uma ação inédita, a Câmara de Vereadores de Gramado assina na sessão ordinária da próxima segunda-feira, dia 31, a sua aderência ao Eles por Elas. O encontro inicia às 18 horas e será transmitido ao vivo pelo Facebook (camara.gramado) e pelo Youtube (camaragramado) do Legislativo.

O ato será acompanhado pelo coordenador do Comitê Gaúcho Impulsor do Movimento Eles Por Elas, Edegar Pretto. “Este é um movimento fundamental, em que nós, homens, apoiamos a igualdade entre todos e entre todas”, atesta o presidente da Câmara de Gramado, vereador Professor Daniel (PT).

A campanha já foi aderida por celebridades como o cantor Marcelo D2 e os atores Bruno Gagliasso e Mateus Solano. A atriz britânica Emma Watson é embaixadora do Eles por Elas na ONU Mulheres.

O que mudará?

Com isso, a Câmara de Gramado tem a intenção de estimular um debate municipal referente à igualdade de gênero – pontuando que este tópico não é uma questão apenas de mulheres, mas de direitos humanos. E, portanto, exige a participação de homens e mulheres, beneficiando toda a sociedade política, social e economicamente.

Compromisso

Todas e todos que aderem ao programa assumem compromisso com a causa da igualdade de gênero. Deste modo, se propõem a articular adesões individuais em prol do movimento; promover atividades de mobilização do Eles por Elas; disseminar boas práticas de governos, universidades, empresas, sociedade civil e mídia em favor da igualdade de gênero e do empoderamento das mulheres; visibilizar a diversidade de homens e meninos brasileiros engajados em novas masculinidades; e revelar experiências concretas e novas práticas de igualdade de gênero.

A Câmara de Vereadores deverá realizar ou incentivar encontros, conferências e eventos especiais destinados a ampliar a consciência da importância dos homens para a igualdade de gênero. Além disso, também caberá ao Legislativo estimular a criação de estruturas fiscalizatórias e propositivas de políticas públicas de gênero.