Direito, Ética Ambiental e Marketing Ecológico

0
443
Naila Dalavia

A grande discussão nas organizações é sobre a identificação dos impactos ambientais no seu entorno e como estes impactos gerados pelas pessoas e pelas organizações influenciam na ética ambiental.

A
ética ambiental existe nas diversas faces da dimensão comportamental, a qual
pressupõe a discussão dos valores humanos, como qualidade de vida, igualdade,
solidariedade, responsabilidade com as gerações futuras. A ética ambiental diz
respeito a qualidade socioambiental coletiva para o planeta e os seres vivos
como um todo.

A
ética ambiental questiona o modelo de mundo que coloca os seres humanos acima
da demais forma de vida existentes. Propõe-se estabelecer regras de conduta que
tenham como princípio causar menos danos à natureza e corrigir os efeitos
negativos provocados pelo desenvolvimento da população.

A
ética do marketing ambiental, visa promover o consumo de produtos ecológicos,
preocupando-se com os seus impactos ambientais, seus processos produtivos, do
consumo, seus desdobramentos possíveis no futuro e os limites de produção
impostos pela capacidade de suporte do meio ambiente natural.

Cada vez mais a questão
ambiental tem-se revelado importante nas relações de troca entre consumidores e
empresas, por um lado, e a sociedade de modo geral e o setor público (estatal e
não estatal), em particular, o que implica na necessidade de aplicação do
marketing para facilitar o desenvolvimento dessas relações.

A atuação do marketing se baseia na busca de
soluções racionais para o problema de tornar competitivos produtos que de uma
forma ou de outra terão que incorporar no preço os custos ecológicos, o que
cria a necessidade do entendimento dos problemas ambientais, que acabarão
levando de qualquer forma à mudança de comportamento dos consumidores, das
empresas e, consequentemente, do próprio marketing.