Dia do Artista Plástico: Lourdes Abreu conta sobre uma de suas paixões

0
707
Lourdes é artista plástica há mais de 20 anos. Foto: Arquivo Pessoal.


Natural de Nova Petrópolis, Lourdes Abreu reside em Gramado há 33 anos. Quem conhece a Lourdes, sabe que além de contadora, ela possui outra paixão, as artes plásticas. Com 60 anos, a artista já pintou mais de cem obras e revela que um dos seus sonhos é ter uma galeria de arte em Gramado.

GN: Como e quando descobriu que tinha o dom para a pintura?

Lourdes: Sentindo a necessidade de demonstrar o lado artístico senti que além do que já fazia, que o artesanato, tricô e crochê, fazer algo para deixar registrado o lado sentimento. Aí iniciei com a pintura artística.

GN: Contadora e artista plástica são duas profissões totalmente ambíguas. Porque te dedicar a algo tão oposta a tua profissão?

Lourdes: Exatamente para fazer o equilíbrio entre o exato e a imaginação o deixar registrado algo dos meus sentimentos.

GN: Há quanto tempo já faz pinturas em tela? Tem ideia de quantas obras já pintou?

Lourdes: Já pinto a uns 25 anos e já pintei mais de cem obras.

GN: O que mais te deixa realizada neste ramo?

Lourdes: O que me deixa feliz é ver o que me identifica naquela pintura.

GN: Um sonho relacionado a arte plástica?

Lourdes: Um grande sonho meu é ter uma galeria de arte em Gramado.

GN: O que mais te dá prazer em pintar?

Lourdes: Ver uma obra pronta é pra mim uma enorme satisfação.

GN: Qual tua obra preferida?

Lourdes: Minha obra preferida são as paisagens.

GN: E qual a obra que mais revela a tua personalidade?

Lourdes: Aquela que revela muita paz e alegrias.

GN: Em quais lugares tu já expôs tuas obras e quantos eventos participou?

Lourdes: Já fiz várias exposições. Vendas para Alemanha, Ira, Argentina, Uruguai e Brasil. Também participei de vários eventos, além das exposições, tais como vernissagens e leilões.

GN: Tu realizou algum curso antes de começar a pintar?

Lourdes: Sim, tive aulas de noções de cores e profundidade e sombras.

GN: O isolamento social está contribuindo para a produção das obras?

Lourdes: A quarentena em si, pra mim não é boa, pois a energia não está boa devido a muita tristeza por tudo o que está acontecendo no planeta. Não me inspira para pintar.

GN: Quem é a Lourdes?

Lourdes: Sou uma pessoa muito simples, dedicada em meus propósitos e sempre em busca de mais.

GN: Sabemos que as pessoas ainda tem pouco acesso a arte plástica. Como tu acha que poderia haver um incetivo nesta parte, para que as pessoas tenham mais interesse em conhecer esse ramo?

Lourdes: Como a arte é cultura, nosso país ainda está bem longe na parte cultural. Está faltando incentivo para que isso possa ser mais trabalhado. Aproveito a oportunidade para deixar um feliz dia das mães para todas as mulheres.