Dez dias para o Grêmio reencontrar o seu futebol

0
1173


É estranho. Eu analiso uma vez, duas e mais outra o calendário tricolor. Quando foi a última partida em que realmente jogamos bem?

Arrasador mesmo foi nos 5 a 0 contra o Sport. E olha que isso foi no distante 2 de Setembro. Depois disso derrotas para Vasco, Chapecoense, Bahia e Cruzeiro. Todas por 1 a 0. Todas com futebol apático, meio sem cor, que nem parece o mesmo time de meses atrás. Houve também a classificação na Libertadores contra o Botafogo. Um empate e uma vitória magra que por muito pouco não virou tragédia. Além disso outras duas vitórias no Brasileirão, contra Fluminense e finalmente, ontem, contra o Coritiba aos 46. Novamente 1 a 0.

Fato curioso: dos últimos 8 jogos, 7 acabaram 1 a 0. E o tal super futebol que jogávamos até pouco foi se esvaindo.

Há quem credite isso a saída de Espinosa. Duvido muito.

Há quem diga que são as ausências de Pedro Rocha e Luan. Acho que não é só isso.

Há quem diga que Renato não é treinador. Discordo completamente.

Fato é que o time não tem mais os toques envolventes, pressão constante na saída de bola e a armação paciente de jogadas ofensivas. Seria o desgaste? Sofremos muito com lesões. Luan, Geromel, Michel, Ramiro, o recém chegado Cristian, Cortez, Edilson, Barrios. Quase um time titular inteiro em algum momento dos últimos meses ficaram ou estão de fora por algum tempo. Isso também conta.

A explicação mesmo, ninguém tem. Talvez nem Portaluppi. A questão maior é que estamos a 10 dias de uma semi final de Libertadores, algo que não ocorre há 8 anos. A última foi lá em 2009 quando caímos para o Cruzeiro (sempre o Cruzeiro!). O título, então, não vem há 22 anos. É algo muito grande em jogo. Renato nos devolveu o caminho dos títulos, exorcizou os demônios com o penta. Tudo parecia bem até demais nesse ano. Que o time reencontre seu potencial até a quarta-feira, 25. Teremos Corinthians e Palmeiras pela frente ainda.

A propósito: a vitória de ontem com um golaço de Ramiro num passe no mínimo engraçado de Jael nos deixou nove pontos atrás dos paulistas. Já pensou se o Grêmio ganha nesta quarta, 18 de outubro? Seis pontos de distância e vinte e quatro em disputa…

Olha o gremista sonhando de novo. Deixa o Brasileirão pra lá! No momento busquemos apenas a volta do nosso futebol para o jogo contra o Barcelona. Mas flertar com a taça brazuca não custa nada.

 

Depois de quarta a gente conversa…