Desassossegos

0
1706


Na trajetória da arte em Gramado e na nossa região, não poderia deixar de citar uma artista super descontraída, que na natureza , na expressão humana , no behaviorismo assimila seus estímulos para concepção e criação de suas obras. O absorver como um recipiente aberto a receber, e ao completar-se emanar seu conteúdo.

“Diante desses trabalhos de Fernanda Manea, temos dificuldade em estabelecer um critério que assegure a unidade formal. Certos artistas transmitem esse incomodo ao recusarem um padrão, um alivio; sempre em descordo com as soluções adquiridas.

Para Fernanda, mais do que o produto, era preciso algo que desse sentido ao processo. Depois de muitos desassossegos finalmente decidiu veicular seus trabalhos como intervenção em espaços urbanos, especialmente, locais abandonados.

O fato de mostrá-lo agora em uma exposição pode parecer contraditório com este propósito. No entanto, é mostrado na rua o que Fernanda alimenta sua prática no atelier. É também desta forma que seus vários caminhos se encontram; na diversidade do que vemos todos os dias nos muros da cidade¨
(Teresa Poester, Artista Plástica )

Gravuras em metal , Bico de pena , Carvão … Fernanda Manea em sua sinopse, expressa a arte contemporânea através de técnicas que buscou nos primórdios, na manufaturação artística primitiva. Assim, seus processos registram uma mente livre atual crivada de história e cultura valorizando a permanência e preservação das técnicas utilizadas em seus trabalhos. Um olhar sincrético do urbanismo caótico ao inusitado belvedere…

Roger Coicev e a artista plástica Fernanda Manea, no programa Cultura Mista, na Rádio Gramado FM. Foto: Roger Coicev.