Delegacia de Polícia de Canela lança campanha para arrecadar e distribuir alimentos

0
832


Um projeto que reúne os policiais civis da Delegacia de Polícia de Canela e artistas da cidade quer chamar a atenção para um momento em que a cidade pede por solidariedade.

Fazer Canela Feliz é o nome do projeto idealizado pelo Delegado Vladimir Medeiros, da Polícia Civil de Canela, que pretende, com o apoio da comunidade, estender a mão a quem mais precisa na cidade.

Segundo o Delegado, “o coronavírus fez com que todos tivessem que parar, para salvar vidas, por conta da saúde, e a economia sentiu um forte impacto. Todos, sem dúvida alguma, estão sofrendo com esta paralisação, desde o micro ao grande empresário, mas, sobretudo, o trabalhador, especialmente aquele canelense que está nos bairros, nas vilas, e hoje tem dificuldade, inclusive, de colocar alimento na mesa, para seus filhos, para sua família. Acreditando na força que o canelense tem, sempre prestativo, compreendendo que somos Canela da beleza natural, do turismo e da segurança, mas sobretudo Canela da solidariedade, o objetivo é arrecadar o máximo possível”, finalizou Medeiros.

Como funciona?
A campanha é muito simples. “Quem tem um pouquinho sobrando, que traga até a Delegacia e, da mesma forma, aquela família que precisa de ajuda, que venha até a DP buscar o que ela precisa”, explicou Medeiros, informando que toda a atividade se concentra no órgão policial da cidade.

O que doar?
Alimentos, agasalhos, roupas de cama, fraldas infantis, fraldas geriátricas, brinquedos, livros infantis e que mais você imaginar que possa ajudar quem precisa de solidariedade.

Fazer Canela Feliz
A iniciativa “Fazer Canela Feliz” traz cantores, atrizes e instrumentistas interpretando a canção “A Paz”, uma versão do clássico Heal The Word, de Michael Jackson, em uma mensagem de solidariedade e união em tempos de quarentena.

Em apenas seis dias, o projeto, que reuniu mais de 50 canelenses, produziu música, vídeo e peças gráficas para a campanha. A música seria apresentada apenas em voz e violão, mas, a partir da iniciativa do Delegado Vladimir Medeiros, surgiu a ideia de convidar músicos, atrizes e famílias da cena cultural da cidade.

O projeto contou com a produção-executiva de Fernando Martinotto dos Santos, da escola/estúdio Oficina da Música, e de Francisco Rocha, da editora Folha de Canela. Martinotto foi ainda responsável pela produção de áudio e mixagem. Francisco Rocha realizou a edição de vídeo e Sérgio Rocha a identidade visual. A iniciativa conta ainda com o apoio da Photo Silva Decolores. A atriz Lisiane Berti e a poetiza Jéssica Rodrigues realizaram declamação.

Gabriel Boelter (saxofone), Edson Borba (acordeon), Francisco Rocha (contrabaixo), Adriano Dias (guitarra) e Beto Lisboa (violão), gravaram trilhas para a música. Outro destaque ficou por conta das famílias de Sissa Lírio, Liz, Gustavo e Aurora, Magno e Mariângela Schuch, Laurinha Chalela, Saulo Rheinheimer, Enzo Fernandes, Jeff, Rui e Mateus, Regiane Vieira, Carlos Pinheiro, Mário Júnior e a cantora e professora da Oficina da Música, Laura D’Franc, que embelezam o projeto com suas vozes.

O Delegado Vladimir Medeiros pede que todos colaborem, doando e divulgando a campanha.

Os vídeos podem ser assistidos em diversas redes sociais, mas também na página da Delegacia de Polícia de Canela, no Facebook.